O que é artroscopia?






 

A artroscopia é um procedimento que cirurgiões ortopedistas utilizam para visualizar, diagnosticar e tratar problemas dentro de uma junta.

A palavra artroscopia vem de duas palavras gregas, "arthro" (junta) e "skopein" (observar). O termo literalmente significa "observar dentro da junta". Em um exame artroscópico, um cirurgião ortopedista efetua uma pequena incisão (corte) na pele do paciente e então introduz instrumentos do tamanho de uma caneta, os quais contêm um sistema de lentes e de iluminação para aumentar e iluminar as estruturas de dentro da junta. A luz é transmitida através de fibras ópticas para o artroscópio, que é inserido dentro da junta. Acoplando esse artroscópio a uma câmera de televisão em miniatura, o cirurgião é capaz de observar o interior da junta através dessa pequena incisão, ao invés de efetuar uma grande incisão que seria necessária para a realização de uma cirurgia.

A câmera de televisão exibe a imagem da junta em uma tela de televisão permitindo ao cirurgião observar, por exemplo, em joelhos, as cartilagens e ligamentos. O cirurgião pode determinar a severidade e o tipo de lesão e então, se necessário, reparar ou corrigir o problema.

Por que a artroscopia é necessária ?

O diagnóstico de lesões de juntas e doenças começa com um histórico médico, exame físico e, geralmente, Raios-X. Testes adicionais como tomografia computadorizada e ressonância magnética também podem ser necessários. Através da artroscopia chega-se a um diagnóstico final, o qual pode ser mais preciso do que cirurgias ou estudos de Raio-X.

Doenças e lesões podem danificar ossos, cartilagens, ligamentos, músculos e tendões. Algumas das condições mais freqüentes encontradas durante exames de artroscopia das juntas são:

Inflamação
Sinovite - tecido inflamado (sinovium), em joelhos, ombros, cotovelos, pulsos ou tornozelos.
Ossos ou cartilagens soltas de joelhos, ombros, cotovelos ou pulsos.
Lesões (agudas ou crônicas).
Ombro - rompimento dos tendões da rótula, síndrome de bloqueio (impingement ) e deslocamentos recorrentes;
Joelho - rompimento da cartilagem do menisco, condromalácia (desgaste ou lesão da cartilagem amortecedora), e rompimento do ligamento anterior levando a instabilidade.
Pulso - síndrome do túnel do carpo.
OBS: Embora o interior de quase todas as juntas podem ser vistos com um artroscópio, seis juntas são mais freqüentemente examinadas com esse instrumento. Essas juntas incluem joelho, ombro, cotovelo, tornozelo, quadril e pulso. À medida que avanços são alcançados por engenheiros na tecnologia eletrônica e novas técnicas são desenvolvidas por cirurgiões ortopedistas, outras juntas poderão ser tratadas mais freqüentemente no futuro.

Início

Como é efetuada a artroscopia?

Inicialmente a artroscopia era simplesmente uma ferramenta de diagnóstico para planejar uma cirurgia comum. Com o desenvolvimento de instrumentação e técnicas cirúrgicas mais avançadas, muitos problemas podem ser tratados artroscopicamente. Por exemplo, a maioria dos problemas de meniscos no joelho podem ser tratados com sucesso pela cirurgia artroscópica.

Alguns problemas associados com artrite também podem ser tratados. Além disso, muitas distúrbios são tratadas com a combinação de artroscopia e cirurgia comum:

Procedimentos de clavícula.
Reparo de cartilagens danificadas (meniscos) dos joelhos ou ombros.
Reconstituição do ligamento anterior cruzado do joelho.
Remoção de tecidos inflamados (sinóvia) no joelho, ombro, cotovelo, pulso e tornozelo.
Soltura do túnel do carpo.
Reparo de ligamentos rompidos.
Remoção de ossos ou cartilagens soltas no joelho, ombro, cotovelo, tornozelo e pulso.
A cirurgia artroscópica, embora mais fácil em termos de recuperação do que a cirurgia normal, necessita utilização de anestésicos e equipamentos especiais que existem em uma sala de cirurgia de hospital.
Você receberá um anestésico local, geral ou peridural, dependendo da junta ou do suposto problema.

Será feita uma pequena incisão ( do tamanho de uma casa de botão ) para inserir o artroscópio. Outras incisões podem ser efetuadas para observar outras partes da junta ou para inserir outro instrumento. Quando indicada, a cirurgia de correção é efetuada com instrumentos especialmente desenhados que são inseridos dentro da junta através de incisões acessórias.

Após a cirurgia artroscópica, a pequena incisão será coberta com um curativo. Você será removido da sala de operação para uma sala de recuperação. A maioria dos pacientes necessita de pouca ou nenhuma medicação.
Antes de receber alta, você receberá instruções para cuidar das incisões efetuadas, quais as atividades que você deve evitar e quais os exercícios que você deve praticar para auxiliar na recuperação. Durante a visita de observação, o cirurgião irá inspecionar as incisões; remover as suturas ( pontos ) e discutir o seu programa de reabilitação.
O tempo de duração da cirurgia e o tempo de recuperação necessário irão depender da complexidade de seu problema. Ocasionalmente, durante a artroscopia, o cirurgião pode vir a descobrir que a lesão ou doença não pode ser tratada adequadamente somente com a artroscopia. Uma operação mais extensiva pode vir a ser efetuada enquanto você ainda estiver anestesiado, ou mais tarde, após discutir o assunto com seu cirurgião.
Início

Quais são as possíveis complicações?

Embora não comuns, as complicações podem ocorrer durante ou após a artroscopia. As complicações mais comuns são: infecção, flebite (coágulos sangüíneos), sangramento ou inchaço excessivo, danos a veias ou nervos e quebra de instrumentos. Essas complicações ocorrem em menos de 1% de todos os procedimentos de artroscopia.

Início

Quais são as vantagens?

Embora a cirurgia de artroscopia ter atraído grande atenção pública por ser utilizada para tratar de atletas conhecidos, ela é uma ferramenta muito valiosa para todos os pacientes ortopédicos e é geralmente menos agressiva ao paciente do que uma cirurgia normal. A maioria dos pacientes submetidos a cirurgias artroscópicas efetuam suas cirurgias em ambulatórios e estão em casa algumas horas após o procedimento.

Início

Recuperação após a Artroscopia:

Os pequenos cortes necessitam de alguns dias para cicatrizarem. A bandagem de operação pode ser removida, geralmente na manhã seguinte e fitas adesivas podem ser utilizadas para cobrir as pequenas incisões.

Embora os cortes sejam pequenos e a dor na junta que sofreu a cirurgia seja mínima, são necessárias várias semanas para que a junta se recupere completamente. Um programa específico de atividade e reabilitação pode ser sugerido para apressar a sua recuperação e proteger as futuras funções das juntas.

É comum pacientes voltarem ao trabalho ou às suas atividades normais em alguns dias. Atletas e pacientes que estão em boas condições físicas podem retornar às suas atividades atléticas em alguns dias. Lembre-se que as pessoas que sofrem uma artroscopia podem apresentar diferentes diagnósticos e diferentes condições preexistentes; de forma que cada artroscopia é única a cada paciente. O tempo de recuperação irá refletir essa individualidade.

Você não pode perder:

Atualizações em Reabilitação Cardiopulmonar
eBook de Fisioterapia Hospitalar Completo
Drive Virtual de Fisioterapia



COMENTE O POST

Coloque no Google Plus

About Dani

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

Shopping