Quiropraxia ajuda a recuperação do movimento






http://www2.clinicaquiropraxia.com.br/wp-content/uploads/2013/05/chiropractic.jpg

Quando uma pessoa sofre um acidente e lesiona a coluna vertebral, as chances de ter sequelas nos movimentos de outras partes do corpo são grandes. Esse é apenas um exemplo popular da importância da coluna para o movimento do corpo humano. E oferecer um cuidado especial para essa região pode fazer a diferença na hora de prevenir, diagnosticar ou tratar disfunções que atrapalhem o desempenho na corrida e também a saúde.


De volta à corrida

Uma hérnia de disco quase fez com que Fernando Freire Dias, 62, advogado, abandonasse o esporte para pilotar uma cadeira de rodas. "Os médicos diziam que eu teria que fazer uma operação para resolver o problema, mas depois passaria a andar de cadeira de rodas", contou.

Já com a perna esquerda sem movimentos e na busca por métodos alternativos de tratamento, Fernando se tratou com a quiropraxia e, hoje, recuperado, não abre mão das sessões depois das provas de corrida que participa. Entre elas, estão as maratonas de Nova York, Blumenau, Brasília e Curitiba, além do Campeonato Mundial Máster de Atletismo. "A quiropraxia me acompanha até hoje. Costumo fazer o tratamento sempre depois das provas para colocar os ossos e a musculatura no lugar no período de recuperação", contou.



Os segredos da técnica

A quiropraxia é uma técnica que faz um estudo da comunicação entre o sistema nervoso e o restante do corpo por meio da coluna vertebral. Na verdade, o tratamento não é feito apenas para problemas nas costas, mas sim sobre a influência que essas disfunções podem ter na saúde de todo o organismo. "O atleta tende a exagerar no exercício e o corpo sente as conseqüências disso. O tratamento permite uma melhora na amplitude do movimento e faz com que o corpo responda melhor aos estímulos do cérebro", explicou Evergisto Souto Maior, bacharel em quiropraxia e especialista em terapias complementares para coluna vertebral em Pequim, na China.



De acordo com o dr. José Roberto Oliveira, fisioterapeuta e quiropraxista, é arriscado dizer que a técnica melhora o desempenho na corrida. O que acontece é que o atleta pode não estar conseguindo dar o seu máximo nos treinos e provas por causa da algum bloqueio articular e a técnica vai ajudá-lo a corrigir o problema e voltar a render como antes. "Um bloqueio na articulação em um determinado nível da coluna vertebral pode comprometer o fluxo do impulso nervoso alterando a função do órgão enervado por aquele ramo comprometido. Quando liberamos esse bloqueio o atleta pode voltar a ter o mesmo desempenho de antes", explicou.


Com o toque das mãos

Uma das vantagens da quiropraxia é que a técnica não envolve processo cirúrgico e a principal característica é que o tratamento é feito com as mãos. A movimentação corporal é estimulada pelo profissional por meio das articulações. O quiropaxista manipula as articulações com movimentos precisos que estalam a região e o resultado é o relaxamento muscular, o aumento da mobilidade e a diminuição da dor.



"É muito comum as pessoas confundirem a quiropraxia com técnicas de massagem. Isso acontece porque muitos massagistas promovem 'estalos' articulares em seus procedimentos. Apesar da semelhança de técnicas, a quiropraxia é muito mais do que simplesmente 'estalar' a coluna, ela é uma ciência que estuda as estruturas neuro-músculo-esqueléticas, suas funções, a biomecânica e as patologias envolvidas nesse processo", afirmou o dr. José Roberto.



Esses estímulos facilitam a aferência e a eferência, que são o impulso do cérebro para o corpo e do corpo para o cérebro. "Por causa disso, a técnica reorganiza a questão neurofuncional e a capacidade de cura do corpo fica mais efetiva", afirmou Evergisto Souto Maior.
Quer anunciar neste blog?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

Quer sugerir uma pauta?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui


Você não pode perder

Cursos de FISIOTERAPIA para mudar sua carreira:

Tecnologia do Blogger.