Ciclismo pode ser usado na recuperação da lesão










O ciclismo pode ser a resposta aos atletas de corrida que estão lesionados, fazendo com que eles mantenham o condicionamento físico, pois tanto na corrida quanto no ciclismo trabalhamos os mesmos músculos: quadríceps, panturrilha, glúteos, posteriores da coxa (isquitibiais) entre outros.

Quando o atleta tem alguma lesão na corrida, a primeira atitude que o mesmo tem a tomar é diminuir o impacto durante os treinamentos. No ciclismo não há impacto e o atleta tem os mesmos ganhos cardiovasculares da corrida, além de trabalhar outras articulações.

O movimento de pedalada identifica-se com o da corrida e faz com que o atleta tenha mais agilidade. No ciclismo trabalhamos os membros superiores podendo melhorar a postura durante da corrida, sem contar ainda no trabalho dos músculos expiratórios e inspiratórios utilizados em demasia, gerando um melhor condicionamento físico.

E a recíproca também é verdadeira. O atleta de ciclismo que quiser melhorar seu desempenho, também pode usar a corrida como um complemento ao seu treinamento. Lembre-se que é de suma importância a orientação de um profissional de educação física nos seus treinos.

Principais lesões na corrida -


Tendinite no Tendão Aquileu: tendão aquileu é o maior tendão do corpo humano e pode suportar tensões de até 450 kg. As lesões são mais freqüentes em indivíduos entre 30 e 45 anos e isso está associado diretamente com a sobrecarga de treino.

Esta acontece com o aumento súbito da corrida e velocidade, acréscimo de aclives e declives nos treinos, tempo treino elevado e alterações anatômicas de pé e tornozelo.


Fasciíte Plantar: inflamação da fáscia plantar de origem traumática. A fáscia plantar é uma estrutura que dá tensão e mantém a arcada óssea do pé estável. A dor da fasciíte é freqüentemente confundida como sendo do esporão calcâneo.

O esporão calcâneo faz parte do quadro da fasciíte plantar e se caracteriza por um crescimento ósseo no calcâneo; mas é importante salientar que o esporão não ocorre na fáscia plantar e sim no músculo flexor anterior dos dedos à qual é adjacente à fáscia.

Quer anunciar neste blog?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

Quer sugerir uma pauta?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui


Você não pode perder

Cursos de FISIOTERAPIA para mudar sua carreira:

Tecnologia do Blogger.