Doença de Huntington







Há algum tempo uma doença até então desconhecida pela maioria da população começou a ganhar espaço numa das séries de TV mais assistidas no mundo. A Doença de Huntington (DH) surgiu na 4º temporada da sérieHouse, afetando a médica Remy Hadley, uma das principais personagens do programa.

O seriado não deixou muito claro a causa e as consequências da doença, mas o que se sabia era que a DH é uma doença genética, degenerativa e ainda sem cura. Os sintomas da Doença de Huntington são causados pela perda marcante de células em uma parte do cérebro, denominada glânglios base, gerando como consequência alterações dos movimentos, do comportamento e a perda gradativa da capacidade cognitiva (pensamento, julgamento e memória).

Os sintomas da DH aparecem gradualmente, possivelmente por volta dos 30 anos de idade, mas pode acometer crianças e pessoas com mais de 60 anos. A progressão da doença tende a ser lenta e a pessoa pode manter a independência por vários anos, mas é importante que ela faça acompanhamento médico, para diminuir os efeitos dos sintomas.

A DH foi assim denominada em homenagem a George Huntington, um médico americano que descreveu a doença precisamente em 1872. A doença é rara, afeta um em cada 10.000 pessoas, na maioria de países europeus, mas pode afetar pessoas de todos os grupos étnicos. No Brasil não existe uma pesquisa oficial, mas segundo a ABH - Associação Brasil Huntington (ABH)- a estimativa é de que existam 13 mil portadores do gene da DH no país. Para Maria Gorette Marques, coordenadora da ABH, a falta de informação ainda é um grande problema. "Nossa associação existe há 13 anos e um dos maiores problemas que encontramos ainda é a falta de informação e preparo dos profissionais de saúde. Felizmente isso vem mudando nos últimos anos na área acadêmica e a série House está tornando-a conhecida do grande público", disse.

Huntington é uma doença fatal, que tem uma duração média de 15 a 20 anos, variando de pessoa para pessoa. Os sintomas desenvolvidos geralmente são: espasmos involuntários, lentidão nos movimentos, irritabilidade, apatia, depressão, ansiedade e perturbações do sono. Porém, existem opções de tratamento farmacológico e terapias de apoio para o controle destes sintomas.

Se você tem algum caso que aparenta ser Huntington na família, procure um neurologista ou tire suas dúvidas com a Associação Brasil Huntington, através do telefone (11)3020-6031. 

Fonte: Terra

Você não pode perder:

Atualizações em Reabilitação Cardiopulmonar
eBook de Fisioterapia Hospitalar Completo
Drive Virtual de Fisioterapia



COMENTE O POST

Coloque no Google Plus

About Dani

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

Shopping