Bandagem terapêutica na Neurologia






http://bibliotecademedicina.com.br/blogenfermagem/wp-content/uploads/2011/01/bandagem.jpg

A bandagem terapêutica  é usada como recurso de grande valor na prevenção e tratamento de diferentes distúrbios do sistema locomotor.  Ao forma que ela será usada dependerá do objetivo, porém a prática da estimulação tegumentar por meio das bandagens elásticas vem ganhando espaço entre os recursos terapêutico mais utilizados, devido aos resultados bastante satisfatórios que vêm demonstrando em diversas áreas da reabilitação física, como a esportiva, dermatológica e, em especial, na reabilitação neurológica, onde a utilização da bandagem elástica auxilia o processo terapêutico oferecendo estímulos constantes e duradouros, levando a uma maior percepção corporal e movimentos mais harmônicos e coordenados como resultado de contrações musculares de melhor qualidade e maior eficiência, além de menor gasto energético, o que é de extrema importância para diversas condições neuromusculares comuns em quadros neurológicos.

A bandagem é um tecido fino e poroso, composto de algodão e elastano, que tem uma cola adesiva corporal em uma das suas faces (a face que fica em contato direto com a pele). Não existe medicamento nenhum envolvido, seu efeito é desencadeado pela estimulação da pele que ativa mecanismos biomecânicos e neurofisiológicos complexos, levando à redução de dor, organização postural, percepção corporal e sensorial, entre outros.

Ela é aplicada sobre a pele seca e limpa, que recobre músculos, grupos musculares ou articulações, causando uma sensação de pressão e uma maior percepção de tal área. Sendo que o efeito esperado é uma alteração da atividade muscular, que proporciona maior qualidade de movimento e favorece funções relacionadas com tais segmentos do corpo.

As bandagens, em geral, são hipoalergênicas, o que diminui a ocorrência de reações alérgicas aos componentes do tecido e da cola que ficam em contato direto e prolongado com a pele. Esse se torna um fato de maior relevância quando tratamos de pacientes com alterações neurológicas, idosos e crianças.

É ideal que sejam realizadas trocas duas vezes por semana, mas as boas marcas são confeccionadas para que mantenham boa aderência e pressão por cerca de cinco dias, podendo ser usadas normalmente em banhos, terapias ou práticas esportivas aquáticas, atividades físicas intensas, etc.

Em resumo, as chamadas bandagens elásticas ou terapêuticas têm grande utilidade com auxiliar no tratamento de condições neuromusculares diversas, com o principal objetivo de melhorar o controle motor.

Mas é importante que sua aplicação seja criteriosa, pois como todas as práticas, tem suas contra indicações, como áreas com pontos cirúrgicos, cicatrizes recentes, pele lesionada, escamações, entre outras.



Você não pode perder:

Atualizações em Reabilitação Cardiopulmonar
eBook de Fisioterapia Hospitalar Completo
Drive Virtual de Fisioterapia



COMENTE O POST

Coloque no Google Plus

About Faça Fisioterapia

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

Shopping