Indicações do uso do Ondas Curtas na Fisioterapia








O uso do ondas curtas tem sido uma terapêutica conservadora adotada por muitos profissionais fisioterapeutas porém, com os avanços tecnológicos e a necessidade financeira tornou o uso de tal recurso negligente. Ficou esquecido a riqueza de benefícios que ele pode proporcionar ao ser humano em uma vasta gama de afecções.

Veja algumas indicações para o uso do Ondas Curtas

>> Contusões, torceduras, entorses, hematoma e hemartrose:

O efeito espasmolítico, analgésico e hiperemia bem como a estimulação de todo o processo metabólico intracelular e as reações fisiológicas se potencializam conseguindo rápidos resultados, uma grande vantagem no uso das ondas curtas é o efeito analgésico.

>> Fraturas: a ação analgésica e espasmódica permite melhores resultados em sua consolidação.

>> Anquilose fibrosa, rigidez pós-gesso e atrofia muscular: como nestas afecções entra o fator espasmódico provocado pela dor e diminuição da irrigação sangüínea, o uso do calor profundo é bem indicado aproveitando de suas ações fisiológicas já ditas anteriormente, proporcionando um maior ganho de mobilidade articular.

>> Artropatias inflamatórias degenerativas, que abrange a artrite, bursite, periartrite escápulo-umeral, espondilite, epicondilite e espondilo-artrose: responde bem quando utilizados em fase não aguda, certo que não se utiliza calor em processos inflamatórios agudos, pois, a função celular fica aumentada e como conseqüência o seu metabolismo também aumenta.

>> Artropatia degenerativa e pós-traumatismo: estas afecções conhecidas por enfermidades de desgaste, caracterizam-se por alterações na cartilagem e no líquido articular, que posteriormente provocam atrofia da cartilagem limitando os movimentos articulares. Muitas pesquisas mostram em evidência a influência da musculatura periarticular na formação desse processo patológico, devido aos espasmos que dificultam a nutrição normal da região deficiente. Se tratando de indicação do ondas curtas, é muito bem recomendado pelas suas ações antiespasmódica, e se tratando de unidades musculares, não podemos nos surpreender que seus resultados sejam bons.

>> Mialgias, miogelose, lombalgias (de origem estática, reumática, focal e traumática), fibrose e torcicolo: por se trata de afecções ocasionadas por alterações da musculatura, caracterizada por rigidez local. Com o uso do ondas curtas a sintomatologia desaparece por completo em poucas as sessões.

>> Afecções piogênicas da pele: abscessos, furúnculos, antaz, fleimão, carbúnculo, hidrosadenite, panarício, paroníquia: desde que Schliephake introduziu o ondas curtas na terapêutica, aplicando em uma autopesquisa, para um furúnculo nasal, tornou-se bem conhecido sua eficácia nestes tipos de afecções.


Você não pode perder:

Atualizações em Reabilitação Cardiopulmonar
eBook de Fisioterapia Hospitalar Completo
Drive Virtual de Fisioterapia



COMENTE O POST

Coloque no Google Plus

About Faça Fisioterapia

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

Shopping