Reações e manifestações no desenvolvimento motor da criança






 
http://2.bp.blogspot.com/-Ehg65HpKmzs/U2Kb2eZQVAI/AAAAAAAAAdQ/Td9avfEachQ/s1600/reflexodebabinski.jpeg

As manifestações permanentes são aquelas que nasce com a criança e ficam presentes na vida da criança sofrendo apenas alterações evolutivas como, por exemplo: os reflexos incondicionados e as sensibilidades primitivas.

As manifestações transitórias são reflexas, arcaicas, que estão presentes numa certa etapa (desde nascimento) e desaparecem, só reaparecendo em situações patológicas (agressão do sistema nervoso) como, por exemplo: reflexo tônico cervical assimétrico, reflexo moro, reflexo Landau, reflexo cutâneo plantar.

As manifestações evolutivas são aquelas que nasce com a criança ( reflexas ou automáticas) e que desaparecem para dar lugar para manifestações cuja atividade é a mesma porém, com caráter evolutivo e que posteriormente tornam-se automáticas como, por exemplo: sucção, apreensão, marcha reflexa.

Podemos identificar o desenvolvimento motor numa criança através das características que devem estar presentes em cada idade como os movimentos, expressados em forma de reflexos ou reações. Cada reflexo ou reação tem suas características e importância na vida da criança.

Reação de colocação

Suspende-se a criança pelas axilas de uma superfície e estimula - se o dorso do pé. A criança vai apoiar o pé na superfície da mesa. Esta reação está no Recém Nascido (RN) e permanece pelo resto da vida. Deixa de ser reflexa e passa a ser voluntária com a evolução.

Reação de proteção da cabeça ou defesa da cabeça

A criança em prono levanta um pouco a cabeça, lateraliza para liberar as vias aéreas. Estar presente no RN para e permanece par o resto da vida é automática e vai se transformando.

Reflexo cruzado de extensão Ao se estimular a planta do pé , o membro do pé estimulado flete e o contra - lateral estende. Estar presente no RN até o resto da vida ( vai se transformando).

Reação de endireitamento cervical ou retificação cervical

Coloca-se a criança em decúbito dorsal e gira sua cabeça para um lado e corpo acompanha em bloco. Está presente RN e dura até seis meses, onde é modificada pela reação corporal de retificação, cujo esboço começa no 4meses.

Reação corporal de retificação ( quebra das cinturas)

Quando se gira a cabeça da criança para um lado e o corpo já não acompanha mais como um bloco, já ocorre dissociação das cinturas. Esboçada nos 4 meses e aos 6 meses é bem evidente e dura até o fim da vida, onde vai sendo transformado.

Reação labiríntica de retificação

Suspende a criança em supino, ela mantém e inclina a cabeça contra a gravidade. Aparece entre 3,4 meses e não desaparece.

Reflexo Gallant ( reflexo de encurvamento do tronco)

Estimula-se o tronco entre a 12ª costela e crista ilíaca. Isto provoca uma flexão lateral do tronco do lado estimulado. Está presente no RN até 3,4 meses , onde desaparece.

Reflexo Landau

Suspende a criança em decúbito ventral. A resposta serão respectivamente em duas fases:

1-extensão cabeça, tronco e membros;

2-flexão da cabeça, troncos e membros;

Esboçado aos 4 meses, aos 6 meses já tem 2 fases e aos 10 meses é bem forte.

Prepara a criança para marcha. Criança sem Landau não anda.

Reação anfíbio

Criança em decúbito ventral estimula-se a crista ilíaca. Resposta: a criança leva para frente em flexão e abdução a perna do lado estimulado. É esboçada nos 4 meses e aos 6 meses está totalmente presente.

Olhos de bonecas

Ao mover a cabeça, os olhos da criança permanecem na posição central ou movimenta-se na direção contrária. O movimento da cabeça deve ser lento, se for rápido causa nistagmo. Está presente no RN e deve desaparecer nos 3 meses.

Reflexo Glabela

Comprime a glabela, os olhos devem fechar. Se não fecharem, indica paresia ou paralisia facial.

Reflexo tônico cervical assimétrico - RTCA

Quando gira a cabeça RN para um lado, as extremidades do lado facial se estendem e a do lado occipital fletem. Está no RN e aos 3 meses deve estar bem nítido e a partir deste diminui, desaparecendo por inteiro aos 4 meses.

Reflexo tônico cervical simétrico - RTCS

Quando flete a cabeça da criança, os membros superiores fletem e os membros inferiores estendem. Quando estende a cabeça da criança, os membros superiores estendem e os membros inferiores fletem. Período: estar presente no RN até 5,6 meses.

· comum em crianças com lesões cerebrais e pouco encontrado em normais.

Reflexo tônico labiríntico RTB

Supino aumento tônus extensor / Prono aumenta tônus flexor.

· quase não é encontrado em crianças normais e sim com lesões cerebrais. Não faz mudança de decúbito ( extensão cabeça). Não levanta cabeça.

Reações equilíbrio ( não desaparecem)


- Coloca-se a criança uma superfície móvel nas posições : prono, supino, sentado, ajoelhado e gato. Em cada posição o examinador tenta tirar a estabilidade da criança e observa as sua reações.

Para cada posição existe o tempo de aparecimento:

- Prono, 6 a 7 meses

- Supino, 7 a 8 meses

- Sentado, 7 a 8 meses

- Gato, aproximadamente aos 9 meses

- De pé, quando começar a andar e desenvolve até 4,6 anos

Reação proteção ( não desaparecem)

- Reação pára-quedas: segura o tronco da criança pela cintura e aproxima a cabeça da plataforma. Os braços vão estender como se quisessem apoiar-se.

- Reação para lados ou para trás ( de pé ou sentado) simula-se empurrar a criança, ela se apoia para não cair.

Aparecimento:

- para frente - 6 meses

- para lados - entre 7 e 8 meses

- para trás - entre 11 e 12 meses


Você não pode perder:

Atualizações em Reabilitação Cardiopulmonar
eBook de Fisioterapia Hospitalar Completo
Drive Virtual de Fisioterapia



COMENTE O POST

Coloque no Google Plus

About Faça Fisioterapia

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

Shopping