Técnicas de respiração para ajudar no pós-covid19




Olá, eu sou a Dani e esse texto fala sobre Técnicas de respiração para ajudar no pós-covid19. Antes de começar a lê-lo, siga o blog nas redes sociais: Instagram, Facebook e Twitter. Você também pode entrar nos grupos de Whatsapp ou no grupo do Telegram . Agora, vamos à leitura!


A fisioterapia respiratória desempenha um importante papel mediante os sintomas da COVID-19 com a finalidade de contribuir para atenuar os sintomas ocasionados por esta doença.

Cerca de 80% do trabalho respiratório é feito pelo diafragma. Após a doença ou o descondicionamento geral, o padrão respiratório pode ser alterado, com redução do movimento diafragmático e maior utilização dos músculos acessórios de pescoço e ombro. Isso resulta em respiração superficial, aumentando a fadiga e a falta de ar, e maior gasto de energia. Técnicas de "controle respiratório" visam normalizar os padrões respiratórios e aumentar a eficiência dos músculos respiratórios (incluindo o diafragma), resultando em menos gasto de energia, menos irritação das vias aéreas, fadiga reduzida e melhora da falta de ar.

Uma das técnicas usadas para o controle da respiração é a seguinte:

  • O paciente deve sentar-se em uma posição apoiada e inspirar e expirar lentamente, de preferência inspirando pelo nariz e expirando pela boca, enquanto relaxa o peito e os ombros e permite que a barriga se eleve;
  • Objetivo deve ser uma relação inspiração / expiração de 1:2 (ou seja, leve o dobro do tempo da inspiração na expiração: se inspirou por 5 segundos, expire por 10 segundos, por exemplo);
  • Essa técnica pode ser usada com frequência ao longo do dia, em intervalos de 5 a 10 minutos (ou mais, se for útil).

Diversas são as técnicas usadas como estratégias para controlar os padrões de respiração e falta de ar dos pacientes, mas requerem aconselhamento especializado para identificar qual é mais adequada para cada paciente. Yoga pode ser uma grande aliada para ajudar na respiração,

A prática de exercícios melhora o fortalecimento ósseo e muscular, o condicionamento cardiorrespiratório, controle da pressão arterial e nível glicêmico, o sono, a atividade cerebral, o estresse, a ansiedade e depressão, nos deixa mais ágeis, mais independentes e é extremamente prazerosa.

Pacientes críticos em muitos casos necessitarão de cuidados da fisioterapia mesmo após desospitalização.

Tendo em vista a importante redução das capacidades pulmonares que comprometem a qualidade de vida das vítimas desta pandemia, é necessário se atentar para que haja serviços de fisioterapia respiratória prontamente aptos para essa demanda de pacientes.

Para finalizar, estamos enfrentando uma pandemia com o COVID-19,inúmeros idosos tiveram que parar suas atividades, há um guia de exercícios práticos, Exercícios para realizar com Idoso, para que um familiar possa realizar os exercícios. O Guia contém exercícios prescritos por Fisioterapeutas, especializado em Ortopedia e Traumatologia, Doutorando em Saúde. Clique aqui e saiba mais!



Você não pode perder


Tecnologia do Blogger.