quinta-feira, 24 de maio de 2007

Alongamento é essencial para a atividade física






O alongamento tornou-se um hábito junto com a prática de alguma atividade física, seja ela recreativa ou profissional. A atividade está presente em todas as faixas etárias e a preocupação com o “bom alongamento” está enraizada na cabeça de quase todo esportista.

Os alongamentos são exercícios que visam o aumento da flexibilidade muscular, promovendo o estiramento das fibras musculares e fazendo com elas aumentem em comprimento.

Curta a página no Facebook Alongue-se

A flexibilidade é definida como a amplitude de movimento disponível em apenas uma articulação ou em grupos articulares, sendo um importante elemento para os indivíduos que realizam algum tipo de atividade física. Conseqüentemente, a manutenção da flexibilidade e, por vezes, seu aumento estão presentes em vários programas de condicionamento ou reabilitação física propiciando maior agilidade e elasticidade, além de prevenir lesões.

As medidas de flexibilidade são obtidas para quantificar a habilidade músculo-esquelética e tendínea de alongar-se e não podem ser confundidas com frouxidão articular ou hipermobilidade articular (movimento além do normal aceito para a maioria das articulações). Um programa bem executado de flexibilidade pode ser responsável por:

- relaxamento do estresse e da tensão,

- relaxamento muscular,

- autodisciplina,

- melhora da aptidão corporal,

- postura e simetria,

- alívio das câimbras musculares,

- alívio do sofrimento muscular,

- risco reduzido de lesões,

- aumento na eficiência do movimento.

Antes de iniciar o alongamento é recomendável um período curto de atividade física aeróbica para aquecimento. O alongamento deve ser feito com atenção. Um exercício mal feito pode prejudicar.

Os grupos musculares mais envolvidos nos esportes como corrida e ciclismo são:

- panturrilha

- tibiais anteriores (musculatura anterior da perna, chamada musculatura da canela)

- quadríceps

- isquiotibiais

- adutores e abdutores da coxa

- glúteo

- região cervical, dorsal e lombar

A prática do alongamento após qualquer atividade física, também é de fundamental importância para relaxar a musculatura, diminuindo assim seu tônus e auxiliando na recuperação pós-treino, principalmente na dor muscular tardia.

Não exceda a realização dos movimentos de alongamento, principalmente se está começando. Respeite os limites do seu corpo; a flexibilidade é uma das conseqüências do alongamento, surgirá com o tempo e será se você der continuidade seu trabalho de alongamento.

Em resumo

:: estar relaxado durante os alongamentos;

:: promover expirações lentas e profundas;

:: alongar sempre grupos musculares agonistas e antagonistas;

:: manter um adequado alinhamento corporal;

:: dar ênfase aos músculos mais encurtados e mais utilizados na atividade física;

:: não esquecer do pré-aquecimento;

:: as repetições devem durar de 20 a 40 segundos por articulação;

:: manter regularidade de 3 a 5 vezes por semana para obter resultados satisfatórios de flexibilidade.

Já acessou o FAÇA FISIOTERAPIA hoje?
Saiba mais sobre ESSE ASSUNTO clicando aqui!
Receba as NOTÍCIAS no seu email se inscrevendo aqui!
Veja os melhores EQUIPAMENTOS e CURSOS ON LINE de Fisioterapia.
Assista VIDEOS de Fisioterapia



COMENTE O POST

Shopping