Alongamento é essencial para a atividade física






O alongamento tornou-se um hábito junto com a prática de alguma atividade física, seja ela recreativa ou profissional. A atividade está presente em todas as faixas etárias e a preocupação com o “bom alongamento” está enraizada na cabeça de quase todo esportista.

Os alongamentos são exercícios que visam o aumento da flexibilidade muscular, promovendo o estiramento das fibras musculares e fazendo com elas aumentem em comprimento.

Curta a página no Facebook Alongue-se

A flexibilidade é definida como a amplitude de movimento disponível em apenas uma articulação ou em grupos articulares, sendo um importante elemento para os indivíduos que realizam algum tipo de atividade física. Conseqüentemente, a manutenção da flexibilidade e, por vezes, seu aumento estão presentes em vários programas de condicionamento ou reabilitação física propiciando maior agilidade e elasticidade, além de prevenir lesões.

As medidas de flexibilidade são obtidas para quantificar a habilidade músculo-esquelética e tendínea de alongar-se e não podem ser confundidas com frouxidão articular ou hipermobilidade articular (movimento além do normal aceito para a maioria das articulações). Um programa bem executado de flexibilidade pode ser responsável por:

- relaxamento do estresse e da tensão,

- relaxamento muscular,

- autodisciplina,

- melhora da aptidão corporal,

- postura e simetria,

- alívio das câimbras musculares,

- alívio do sofrimento muscular,

- risco reduzido de lesões,

- aumento na eficiência do movimento.

Antes de iniciar o alongamento é recomendável um período curto de atividade física aeróbica para aquecimento. O alongamento deve ser feito com atenção. Um exercício mal feito pode prejudicar.

Os grupos musculares mais envolvidos nos esportes como corrida e ciclismo são:

- panturrilha

- tibiais anteriores (musculatura anterior da perna, chamada musculatura da canela)

- quadríceps

- isquiotibiais

- adutores e abdutores da coxa

- glúteo

- região cervical, dorsal e lombar

A prática do alongamento após qualquer atividade física, também é de fundamental importância para relaxar a musculatura, diminuindo assim seu tônus e auxiliando na recuperação pós-treino, principalmente na dor muscular tardia.

Não exceda a realização dos movimentos de alongamento, principalmente se está começando. Respeite os limites do seu corpo; a flexibilidade é uma das conseqüências do alongamento, surgirá com o tempo e será se você der continuidade seu trabalho de alongamento.

Em resumo

:: estar relaxado durante os alongamentos;

:: promover expirações lentas e profundas;

:: alongar sempre grupos musculares agonistas e antagonistas;

:: manter um adequado alinhamento corporal;

:: dar ênfase aos músculos mais encurtados e mais utilizados na atividade física;

:: não esquecer do pré-aquecimento;

:: as repetições devem durar de 20 a 40 segundos por articulação;

:: manter regularidade de 3 a 5 vezes por semana para obter resultados satisfatórios de flexibilidade.
Quer anunciar neste blog?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

Quer sugerir uma pauta?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui


Você não pode perder

Cursos de FISIOTERAPIA para mudar sua carreira:

Tecnologia do Blogger.