quinta-feira, 17 de maio de 2007

Introdução à Neuroanatomia







http://www.infoescola.com/wp-content/uploads/2010/08/neuroanatomia.gif

Neuroanatomia é uma ciência que estuda sobre a organização morfológica do Sistema Nervoso Central (SNC) e Sistema Nervoso Periférico (SNP) dos seres vivos.


Podemos dizer que dentro da Neuroanatomia temos o conceito de neurociência, que é uma ciência que está voltada para o desenvolvimento, a química, a estrutura, a função e a patologia do sistema nervoso,busca então, a compreensão do mesmo como um todo.

A neuroanatomia é estudada de duas maneiras, na microscopia e macroscopia. A microscopia é toda estrutura ao nível de substância branca ou cinzenta, sendo visualizada com auxílios tecnológicos e químicos. Já a macroscopia, é toda estrutura neurológica que visualizamos sem o auxílio tecnológico ou químico,ou seja, podemos identificar a estrutura sem maiores dificuldades.

Filogênese do Sistema Nervoso:

Todos os seres vivos necessitam de estarem sempre em mudanças para uma melhor adaptação ao meio, e consequentemente, sobreviverem. Eles só poderão promover sua perpetuação, com o auxílio de três propriedades do protoplasma, que são: Irritabilidade, Condutibilidade e Contratilidade.

Irritabilidade: ser sensível a um estímulo, permitindo a uma célula detectar as mudanças do meio ambiente.
Condutibilidade: Após detectado o estímulo, ele é transportado por essa propriedade.
Contratilidade: O protoplasma responde ao estímulo detectado da célula.

Concluímos então que essas três propriedades realizam as funções por células que recebem os estímulos, transportam e elaboram repostas para eles.

No decorrer da evolução dos seres vivos,o sistema nervoso também evoluiu, surgindo assim três classes de neurônios fundamentais, que são eles:
Neurônio Aferente (sensitivo): Tem a função de levar ao SNC informações sobre as modificações ocorridas no meio externo.
Neurônio Eferente (motor): Função de conduzir o impulso nervoso ao órgão efetuador.
Neurônio de associação: Através do aparecimento deste neurônio, houve um aumento da complexidade do sistema nervoso, ocorrendo a realização de padrões de comportamento elaborados. Isto acontece graças ao número aumentado de sinapses.

Pode-se associar como neurônio aferente, tudo que entra e nervo eferente tudo que sai de uma determinada área do sistema nervoso.  Graças ao empenho destes neurônios, os seres vivos evoluíram até atingir seres complexos como o homem.

Arco Reflexos: Existem três tipos de arco reflexos, arco reflexo simples, intra-segmentar e intersegmentar.

Simples: neurônio aferente (receptor), conectando-se com neurônio eferente (efetuador), através de uma sinapse.

Intra-segmentar: conexão entre neurônio aferente e eferente,envolvendo apenas um segmento. Ex: Reflexo Patelar.

Intersegmentar: o estímulo nocivo desencadeando resposta através do neurônio aferente encaminhado para o eferente e de associação (internuncial), que encaminha o estímulo para outros neurônios fundamentais. Neste caso, envolve mais de um segmento do animal.

Esse foi uma pequena introdução a neuronatamia. 

Já acessou o FAÇA FISIOTERAPIA hoje?
Saiba mais sobre ESSE ASSUNTO clicando aqui!
Receba as NOTÍCIAS no seu email se inscrevendo aqui!
Veja os melhores EQUIPAMENTOS e CURSOS ON LINE de Fisioterapia.
Assista VIDEOS de Fisioterapia



COMENTE O POST

Shopping