Introdução à Neuroanatomia







http://www.infoescola.com/wp-content/uploads/2010/08/neuroanatomia.gif

Neuroanatomia é uma ciência que estuda sobre a organização morfológica do Sistema Nervoso Central (SNC) e Sistema Nervoso Periférico (SNP) dos seres vivos.


Podemos dizer que dentro da Neuroanatomia temos o conceito de neurociência, que é uma ciência que está voltada para o desenvolvimento, a química, a estrutura, a função e a patologia do sistema nervoso,busca então, a compreensão do mesmo como um todo.

A neuroanatomia é estudada de duas maneiras, na microscopia e macroscopia. A microscopia é toda estrutura ao nível de substância branca ou cinzenta, sendo visualizada com auxílios tecnológicos e químicos. Já a macroscopia, é toda estrutura neurológica que visualizamos sem o auxílio tecnológico ou químico,ou seja, podemos identificar a estrutura sem maiores dificuldades.

Filogênese do Sistema Nervoso:

Todos os seres vivos necessitam de estarem sempre em mudanças para uma melhor adaptação ao meio, e consequentemente, sobreviverem. Eles só poderão promover sua perpetuação, com o auxílio de três propriedades do protoplasma, que são: Irritabilidade, Condutibilidade e Contratilidade.

Irritabilidade: ser sensível a um estímulo, permitindo a uma célula detectar as mudanças do meio ambiente.
Condutibilidade: Após detectado o estímulo, ele é transportado por essa propriedade.
Contratilidade: O protoplasma responde ao estímulo detectado da célula.

Concluímos então que essas três propriedades realizam as funções por células que recebem os estímulos, transportam e elaboram repostas para eles.

No decorrer da evolução dos seres vivos,o sistema nervoso também evoluiu, surgindo assim três classes de neurônios fundamentais, que são eles:
Neurônio Aferente (sensitivo): Tem a função de levar ao SNC informações sobre as modificações ocorridas no meio externo.
Neurônio Eferente (motor): Função de conduzir o impulso nervoso ao órgão efetuador.
Neurônio de associação: Através do aparecimento deste neurônio, houve um aumento da complexidade do sistema nervoso, ocorrendo a realização de padrões de comportamento elaborados. Isto acontece graças ao número aumentado de sinapses.

Pode-se associar como neurônio aferente, tudo que entra e nervo eferente tudo que sai de uma determinada área do sistema nervoso.  Graças ao empenho destes neurônios, os seres vivos evoluíram até atingir seres complexos como o homem.

Arco Reflexos: Existem três tipos de arco reflexos, arco reflexo simples, intra-segmentar e intersegmentar.

Simples: neurônio aferente (receptor), conectando-se com neurônio eferente (efetuador), através de uma sinapse.

Intra-segmentar: conexão entre neurônio aferente e eferente,envolvendo apenas um segmento. Ex: Reflexo Patelar.

Intersegmentar: o estímulo nocivo desencadeando resposta através do neurônio aferente encaminhado para o eferente e de associação (internuncial), que encaminha o estímulo para outros neurônios fundamentais. Neste caso, envolve mais de um segmento do animal.

Esse foi uma pequena introdução a neuronatamia. 
Quer anunciar neste blog?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

Quer sugerir uma pauta?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui


Você não pode perder

Cursos de FISIOTERAPIA para mudar sua carreira:

Tecnologia do Blogger.