O que é: Tendinites e Tenossinovites:






O que são?

São doenças que resultam do funcionamento inadequado dos tendões (os tendões são feixes de fibras que fixam os músculos aos ossos, transferindo a força muscular ao osso para produzir movimentos articulares).
Estas doenças podem envolver dois tipos de tendões: os que não se encontram envolvidos por bainhas tendinosas (por ex. os do braço) e os que funcionam dentro de limites mais estreitos, envolvidos por bainhas (por ex. da mão).

Tendinites

São inflamações dos tendões “livres”, isto é, os que não se encontram envolvidos em bainhas tendinosas.
A execução de tarefas com movimentos repetitivos excessivos e/ou prolongados, o excesso de força, as posturas inadequadas ou estáticas prolongadas, a vibração, todos podem provocar roturas mais ou menos importantes nas fibras dos tendões. Estas alterações desencadeiam respostas inflamatórias. Com o decorrer do tempo, os tendões inflamados tornam-se mais espessos e irregulares e, se mantidas as condições adversas, podem tornar-se permanentemente fragilizados.

Tenossinovites

As tenossinovites são inflamações das bainhas tendinosas.
As paredes internas destas bainhas produzem, em condições normais, um fluido lubrificante (chamado líquido sinovial) que lubrifica o movimento dos tendões.
A execução de tarefas com movimentos repetitivos excessivos e/ou prolongados, o excesso de força, as posturas inadequadas ou estáticas prolongadas, a vibração, todos podem provocar alterações na produção do líquido sinovial: redução do seu volume ou alteração das suas características. Quando isto acontece, os tendões provocam fricção nas bainhas tendinosas, que inflamam e se tornam mais espessas. Por sua vez, essas alterações dificultam ainda mais o funcionamento dos tendões.

Quais as localizações mais frequentemente atingidas?
Ombro:[list:14c0f3b47b]
Tendinite bicipital: inflamação do tendão do bicípite (músculo que produz a flexão do antebraço sobre o braço);
Tendinite da coifa dos rotadores: inflamação dos tendões que fazem o braço rodar e o ajudam a levantar;
Cotovelo:
Epicondilite (“cotovelo de tenista”): inflamação do tendão que fixa músculos do antebraço a uma projecção óssea do úmero, logo acima do cotovelo;
Punho e mão:
Tendinite dos flexores: inflamação dos tendões da região da palma da mão e punho;
Tendinite dos extensores: inflamação dos tendões das costas da mão e punho;
Tenossinovite dos flexores: inflamação das bainhas tendinosas da região da palma da mão e punho;
Tenossinovite dos extensores: inflamação das bainhas tendinosas das costas da mão e punho;
Doença de De Quervain: inflamação das bainhas tendinosas da base do polegar;
[/list:u:14c0f3b47b]Quais são os sintomas?

A queixa principal é a dor localizada à região afectada. Os sinais físicos podem incluir dor à palpação da zona, edema (“inchaço”), vermelhidão e limitação dos movimentos.

Qual o tratamento?

Quase sempre de natureza conservadora, só raramente cirúrgico.
É fundamental reduzir as actividades que ocasionam as lesões. A utilização de anti-inflamatórios reduz a dor de forma eficaz. Outros tratamentos passam pela aplicação local de gelo ou calor, massagens, exercícios de extensão/flexão, utilização de ultra-sons, etc.

Como se previnem?

Conhecidos os factores de risco – execução de tarefas repetitivas prolongadas, com excesso de força, posturas inadequadas ou estáticas prolongadas, vibrações – há que os reduzir ou, se possível, eliminar.
Torna-se igualmente necessário adoptar boas práticas de trabalho, bem como utilizar material e equipamentos adequados.
A instrução e o treino do pessoal são fundamentais.
Os momentos de pausa e descanso são peças fundamentais na prevenção da ocorrência deste tipo de lesões.

COMENTE O POST

Coloque no Google Plus

About Dani Souto

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

Shopping