Saiba tudo sobre Corrente Farádica








http://3.bp.blogspot.com/-F2P-R-oucXg/Uj-jPjqaZ9I/AAAAAAAAD0M/U2UdsTl0YLA/s1600/estetica-facial.jpg

A corrente farádica, seja em sua forma de faradismo geral ou localizado, vem sendo usado desde o fim do século XIX. O pulso da corrente farádica é bifásico e assimétrico. Do início dos anos 40 ate os anos 60, a corrente farádica foi considerada mais confortável do que a corrente direta. A maioria dos fisioterapeutas erroneamente considerou que o conforto relativo do pulso farádico ocorria por ser uma forma de corrente alternada. Os conhecimentos atuais indicam que a verdadeira razão para esse conforto é que o pulso farádico é simplesmente mais curto que a corrente direta.

A onda bifásica e assimétrica da corrente farádica torna-a menos que uma corrente bifásica simétrica, mesmo com pulsos menores. Apesar de a farádica ser originalmente bifásica assimétrica, equipamentos modernos são capazes de fornecer tanto pulsos bifásicos simétricos quanto pulsos monofásicos (neofarádica). A corrente farádica é uma corrente de excitação de baixa freqüência, 50 a 100 Hz, com largura de pulso de 0,1 a 1 ms e com intervalo de 20 ms, que tem fins terapêuticos e diagnósticos.

A corrente farádica original era uma corrente alternada de freqüência muito irregular. Esta irregularidade foi a causa da rápida modificação da forma descrita por Faraday anteriormente. Assim nasceu a corrente neofarádica, uma variação da corrente farádica produzida pro alguns aparelhos atualmente que é uma corrente estimulante que consiste em pulsos triangulares com duração de 1 ms e um intervalo de 19 ms com uma freqüência de 50 Hz. A corrente farádica original é uma corrente alternada, já a neofarádica tornou-se uma corrente contínua interrompida com um impulso de duração de 1 ms e intervalo de 19 ms. Diferentemente da corrente galvânica, a corrente farádica original não é polarizada, isto é, não apresenta pólos positivo e negativo.

Efeitos Fisiológicos

Estimula nervos motores e sensitivos;
Ocasiona contração dos músculos;
Favorece o retorno venoso;
Aumenta o aporte sanguíneo;
Provoca ação metabólica.


Efeitos Terapêuticos

Aumento do tônus muscular;
Manutenção da integridade da placa motora;
Recuperação da capacidade de contração muscular;
Descongestionante.


Indicações

Estimulação de nervos e músculos;
Paresias;
Estética;
Hipotrofia por desuso;
Fraturas;
Edemas;
Lesão tendínea.


Contra-indicações

Áreas cardíacas;
Neuromas
Espasticodade;
Varizes trombosadas;
Marcapasso;
Útero gravítico;
Genitália;
Tumor maligno.


Técnicas de Aplicação

Utiliza-se também para o eletrodiagnóstico. Os eletrodos devem estar protegidos com esponjas algodão embebidos em água. A aplicação pode ser:

posição transversalou longitudinal dos eletrodos;
aplicação subaquática;
bomba farádica;
caneta estimuladora.
Quer anunciar neste blog?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

Quer sugerir uma pauta?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui


Você não pode perder

Cursos de FISIOTERAPIA para mudar sua carreira:

Tecnologia do Blogger.