Trombose Venosa Profunda x Imobilidade







Trabalhar sentado todo o tempo nunca foi receita de boa saúde para ninguém. Por isso, especialistas não se cansam em recomendar intervalos para rápidos passeios ao longo dia pelo local de trabalho.

Uma pesquisa feita na Nova Zelândia acaba de revelar que a imobilidade aumenta os riscos de trombose, ou seja, da formação de um coágulo sangüíneo em uma veia profunda, obstruindo-a.

Embora possa atingir vasos de qualquer segmento do organismo, a trombose venosa profunda, também assim denominada, acomete principalmente as extremidades inferiores (coxas e pernas). No entanto, os coágulos podem chegar até o coração, pulmões ou cérebro, causando dores no peito, respiração difícil ou, possivelmente, embolia pulmonar, incluindo riscos de morte por ataque cardíaco ou derrame.

Na maioria das vezes (até 60%) a trombose é assintomática. Em outros casos, surgem sinais e sintomas clássicos, como aumento da temperatura local, edema (inchaço), dor e empastamento (rigidez da musculatura da panturrilha) que ajudam no diagnóstico.

Para o tratamento, utilizam-se medicamentos anticoagulantes (que diminuem a chance do sangue coagular) em doses altas e injetáveis. Mas o ideal mesmo é prevenir. O simples fato de caminhar já é uma forma de prevenção

Você não pode perder:

Atualizações em Reabilitação Cardiopulmonar
eBook de Fisioterapia Hospitalar Completo
Drive Virtual de Fisioterapia



COMENTE O POST

Coloque no Google Plus

About Dani

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

Shopping