Sem medo de envelhecer








Até uma certa época do século passado,alguém que ultrapassasse os 60 ou mesmo os 50 anos de idade era considerado "velho".

Hoje este conceito pejorativo caiu por terra,pois a velhice agora se tornou muito mais uma questão de hábitos e atitudes,do que simplesmente pertencer a uma determinada faixa etária.

Envelhecimento ativo é o processo de otimização das oportunidades de saúde, participação e segurança, com o objetivo de melhorar a qualidade de vida à medida que as pessoas ficam mais velhas.

O envelhecimento ativo aplica-se tanto a indivíduos quanto a grupos populacionais. Permite que as pessoas percebam o seu potencial para o bem-estar físico, social e mental ao longo do curso da vida, e que essas pessoas participem da sociedade de acordo com suas necessidades, desejos e capacidades; ao mesmo tempo, propicia proteção, segurança e cuidados adequados, quando necessários.

A palavra “ativo” refere-se à participação contínua nas questões sociais, econômicas, culturais, espirituais e civis, e não somente à capacidade de estar fisicamente ativo ou de fazer parte da força de trabalho. As pessoas mais velhas que se aposentam e aquelas que apresentam alguma doença ou vivem com alguma necessidade especial podem continuar a contribuir ativamente para seus familiares, companheiros, comunidades e países. O objetivo do envelhecimento ativo é aumentar a expectativa de uma vida saudável e a qualidade de vida para todas as pessoas que estão envelhecendo, inclusive as que são frágeis, fisicamente incapacitadas e que requerem cuidados.

O envelhecimento é um processo inexorável de queda das capacidades físicas e mentais que afeta todas as pessoas, mas o retardamento desse processo e o consequente aumento do tempo médio de vida constitui uma das mais espetaculares mudanças sociais dos últimos tempos. Nesse processo, além do desgaste natural do organismo também incidem fatores ambientais e socioculturais e o alongamento dele se deve a melhorias das condições higiênicas e sanitárias, à aquisição de hábitos mais saudáveis de vida e aos avanços da medicina na prevenção e tratamento das doenças.

A qualidade de vida que as pessoas terão quando avós depende não só dos riscos e oportunidades que experimentarem durante a vida, mas também da maneira como as gerações posteriores irão oferecer ajuda e apoio mútuos, quando necessário. A Fisioterapia é muito importante neste processo. Vamos fazer a diferença na vida de nossos pacientes!

Você não pode perder:

Atualizações em Reabilitação Cardiopulmonar
eBook de Fisioterapia Hospitalar Completo
Drive Virtual de Fisioterapia



COMENTE O POST

Coloque no Google Plus

About Dani

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

Shopping