Shiatsu e Canais de Energia







https://www.uvic.cat/sites/default/files/sites/all/images/fisioterapia.jpg

A palavra Shiatsu significa pressão com o dedo. E por que tem esse significado? O Shiatsu é uma terapia oriental que utiliza movimentos de pressão com as mãos mais precisamente pressão com o polegar e os três últimos dedos para equilibrar a energia corporal do paciente. Essa energia, denominada ki ou tchi, foi descoberta e estudada pelos chineses há mais de mil anos. Inicialmente, ela foi tratada através da acupuntura, na época do governo do chamado Imperador Amarelo. Esse grande imperador chinês escreveu o famoso livro que contém os fundamentos da medicina chinesa, posteriormente aplicados no Shiatsu. Segundo os orientais, existem canais de energia, denominados meridianos, que percorrem todo o nosso corpo, de modo semelhante ao sistema circulatório.

Os meridianos estão localizados entre a pele e os músculos e possuem diversos pontos de entrada e saída de energia em seus trajetos. Os canais de energia estão intimamente relacionados ao funcionamento dos órgãos e vísceras do organismo. Quando a energia corporal está desequilibrada ou doente, ela pode afetar o funcionamento dos órgãos ou das vísceras. Segundo os orientais, a doença começa, na verdade, nos meridianos de energia e, depois evolui para os órgãos e vísceras, se não for tratada logo. Por essa razão, o Shiatsu seria um tratamento preventivo.

No Shiatsu, são trabalhados todos os meridianos, dando-se ênfase aos pontos relacionados ao desequilíbrio apresentado por cada paciente. O desequilíbrio energético pode se manifestar de duas formas básicas: excesso ou falta de energia. Geralmente, em ambos os casos, a energia se encontra bloqueada em alguns pontos do trajeto dos meridianos devido a várias causas. As causas principais são: stress, distúrbios emocionais, alimentação incorreta, excesso de bebidas alcoólicas, cigarro, drogas em geral, choques térmicos, predisposição hereditária etc. Os sintomas do excesso de energia, em geral, são: sensação grande de calor, pele quente, ansiedade ou angústia, irritação, contrações musculares superficiais, sede, azia, insônia, hipertensão etc.

Os sintomas da falta de energia são: sensação de frio excessivo, pele fria, suor frio, pressão baixa, falta de apetite, excesso de sono, depressão, flacidez muscular ou contrações profundas etc. O tratamento para o desequilíbrio consiste em dois procedimentos principais: sedar (reduzir) o excesso de energia e tonificar (aumentar) a energia que está fraca. Durante o tratamento é necessário verificar as partes do organismo onde a energia está congestionada ou bloqueada e determinar os principais fatores que estão gerando o desequilíbrio energético. fácil!

Fonte: www.terravista.pt
Quer anunciar neste blog?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

Quer sugerir uma pauta?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui


Você não pode perder

Cursos de FISIOTERAPIA para mudar sua carreira:

Tecnologia do Blogger.