Amputação traumática







Definição:
Perda acidental de uma parte do corpo, normalmente um dedo, artelho, braço ou perna.


Considerações gerais:
Em uma amputação completa, a extremidade é completamente retirada; em uma amputação parcial, algumas conexões do tecido mole permanecem. Algumas vezes, essas partes podem ser reconectadas, especialmente quando se tomam cuidados especiais com a parte amputada e a parte remanescente.

Há várias complicações associadas à amputação de uma parte do corpo, sendo as mais importantes o sangramento, o choque e as infecções (para maiores informações, veja feridas)

Para os amputados, os resultados a longo prazo têm melhorado em decorrência dos avanços nos cuidados emergenciais e a administração de cuidados intensivos, novas técnicas cirúrgicas, reabilitação precoce, adaptação de prótese e novos desenhos de próteses. Novas técnicas de reimplantação de membros têm tido sucesso moderado, mas a regeneração incompleta de nervos continua sendo um fator limitante de importância.



Causas:
Amputações traumáticas geralmente resultam de acidentes em fábricas e sítios, com ferramentas elétricas ou com veículos motorizados.

Fonte:www.biobras.com.br

Você não pode perder:

Atualizações em Reabilitação Cardiopulmonar
eBook de Fisioterapia Hospitalar Completo
Drive Virtual de Fisioterapia



COMENTE O POST

Coloque no Google Plus

About Dani

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

Shopping