Procedimento fisioterapêutico em indivíduos com sinusite.






Pesquisadores brasileiros avaliaram os efeitos da aplicação do tratamento fisioterapêutico em indivíduos com sinusite submetidos ou não à terapia medicamentosa.


O estudo foi desenvolvido no Instituto de Previdência do Estado da Paraíba com participação de 13 indivíduos, selecionados ao acaso, com idade entre 18 e 50 anos, sendo 11 mulheres (84,6%) e 2 homens (15,4%). Os indivíduos foram avaliados quanto à presença de alergias respiratórias, sinais e sintomas respiratórios nas vias aéreas superiores (V.A.S.), associação da sinusite com outras doenças de V.A.S., uso de medicamentos e evolução clínica dos sinais e sintomas de V.A.S., após tratamento fisioterapêutico (ultra-som e lavagem nasal).


Observou-se quanto às doenças de V.A.S., uma prevalência para a sinusite (61,5%), onde 100% dos indivíduos referiram coriza e alergia. Em relação ao comportamento dos sinais e sintomas respiratórios (V.A.S.) antes e após o tratamento fisioterapêutico, observou-se uma prevalência para o sintoma dor de cabeça (84,6%). A variável dor facial, apresentou diferença estatisticamente significante e a variável dor de cabeça, aproximou-se da significância fixada.



Os resultados mostraram que os sintomas decorrentes de sinusopatias como dor de cabeça e dor facial, reduziram respondendo adequadamente ao tratamento fisioterapêutico.



Fonte: Procedimento fisioterapêutico em indivíduos com sinusite submetidos ou não à Terapia medicamentosa.

Você não pode perder:

Atualizações em Reabilitação Cardiopulmonar
eBook de Fisioterapia Hospitalar Completo
Drive Virtual de Fisioterapia



COMENTE O POST

Coloque no Google Plus

About Dani

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

Shopping