Paralisia cerebral coreatetóide






http://www.criancaesaude.com.br/wp-content/uploads/2012/10/hip-cerebral-palsy.jpg

Os tipos de PC são classificados de acordo com seus déficits motores e apresentação do tônus muscular (espásticos, atáxicos, atetóides e mistos), de acordo com a porção corporal atingida (hemiparesia, diparesia e tetraparesia) e de acordo com a severidade do acometimento (leve, moderado e grave). As razões para esta diversidade de apresentações devem-se a grande variedade dos fatores etiológicos, localização das lesões e a base do controle motor no PC, que podem ocorrer em três momentos: durante a gestação, durante o parto e pós parto até dois anos de idade.

Falaremos hoje das crianças afetadas com o tipo coreoatetóide que sofrem principalmente com a presença de movimentos  involuntários que parasitam as ações motoras voluntárias, bem como o controle da postura. A severidade da seqüela varia de distúrbios na marcha até sérias incapacidades, como a de manter a cabeça retificada. 

Em pessoas com seqüelas moderadas e graves, os déficits no controle postural são visíveis; incapacidades motoras e funcionais estão presentes e impedem a manutenção da retificação da postura ortostática. Estabilizar e alinhar a cabeça e do tronco na melhora da habilidade funcional da manipulação das mãos dessas pessoas, mesmo que a estabilidade seja construída externamente é fundamental.





Quer anunciar neste blog?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

Quer sugerir uma pauta?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui


Você não pode perder

Cursos de FISIOTERAPIA para mudar sua carreira:

Tecnologia do Blogger.