Benefícios da Fisioterapia Aquática







Terapia diminui o peso e o impacto nas articulações, auxilia na redução de edemas, promove o relaxamento muscular e melhora a capacidade cardiorrespiratória.

A Hidroterapia utiliza a água como recurso físico para o tratamento de disfunções de órgãos e sistemas do corpo humano. A atividade é realizada dentro da piscina por fisioterapeutas em diversas áreas de atuação, como neurológica, pediátrica, ortopédica, traumatológica, desportiva, cardiorrespiratória, gerontológica, reumatológica, dentre outras.

Segundo o fisioterapeuta do Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Coffito), Abdo Zeghbi, algumas disfunções justificam a indicação para a Fisioterapia Aquática, conhecida popularmente como Hidroterapia. Zeghbi afirma que essa modalidade terapêutica possui uma série de vantagens devido ao uso dos recursos físicos da água que, combinados a movimentos do corpo e a atividades aeróbicas, constituem uma ferramenta terapêutica insubstituível na prática clínica.

"A Fisioterapia Aquática auxilia na redução de edemas, promove o relaxamento muscular; além de melhorar a capacidade cardiorrespiratória e vascular.

Outro importante benefício que a terapia proporciona é a retirada da carga das articulações", afirma Zeghbi.

O fisioterapeuta explica que a Fisioterapia Aquática possibilita o uso da profundidade na piscina para reduzir o peso corporal em até 90%. Pacientes reumáticos, ortopédicos e hemofílicos são beneficiados pela redução da sobrecarga nas articulações. As variações de profundidade promovem maior ou menor grau de dificuldade para a realização dos movimentos e auxiliam no tratamento da estabilidade para a deficiência do equilíbrio. "Um paciente com lesão medular terá mais facilidade para se manter em pé ou treinar sua marcha no ambiente aquático", afirma o fisioterapeuta.

"No caso de atletas, após uma lesão, o paciente sofre um aumento da sensibilidade à dor e perde um pouco da capacidade de suportar o peso sobre a área afetada. A água reduz a força da gravidade, o que permite a realização do gesto desportivo de forma mais confortável. A fisioterapia aquática se constitui em um recurso terapêutico fundamental, porque a água suporta o corpo, reduzindo o esforço conjunto e proporcionando resistência e assistência aos movimentos", conclui Zeghbi.

"Pacientes com incontinência urinária e fecal, hipertensão arterial e pacientes traqueostomizados merecem ressalvas com relação à indicação diz Zeghbi. "A Fisioterapia Aquática é contraindicada para pacientes com doenças de pele, feridas abertas e quadros febris", afirma.

A atividade exige algumas especificações quanto à temperatura da água, ao vestuário, à acessibilidade, ao piso antiderrapante e ao uso de corrimões nas rampas e escadas. O ambiente aquático constitui-se em um espaço ambulatorial privilegiado e conta com esteiras, bicicletas, estepes, camas elásticas, turbilhões com jatos direcionados e uma variedade de materiais e equipamentos capazes de promover diferentes propostas de tratamentos na realização dos movimentos sub-aquáticos.

O Coffito - O Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Coffito) é uma Autarquia Federal criada pela Lei nº 6316, de 17 de dezembro de 1975, que representa cerca de 140 mil profissionais e tem como objetivos a normatização e o exercício do controle ético, científico e social das atividades da Fisioterapia e da Terapia Ocupacional, das profissões de Fisioterapeuta e de Terapeuta Ocupacional e das empresas prestadoras de tais tipicidades assistenciais ao meio social.

Fonte: Revista Fator


DICA DO BLOG: Veja as melhores ofertas de DVDs e PRODUTOS para SAÙDE


Quer anunciar neste blog?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

Quer sugerir uma pauta?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui


Você não pode perder

Cursos de FISIOTERAPIA para mudar sua carreira:

Tecnologia do Blogger.