Resumo sobre corrente galvânica






A corrente galvânica é uma das correntes mais aplicadas e conhecidas em eletroterapia e pode ser chamada também de corrente contínua.

Ela tem várias ações. Vamos conhece-lás:

Ação físico- química:

a) produção de calor (relação direta com a resistência específica do meio utilizado;

b) dissociação (aplicação da eletroterapia faz as cargas começarem a se orientar no sentido da corrente que passa e as moléculas se separarem);

c) iontoforese (deslocamentro da partícula fluída, provocando uma zona edemaciada);

e) ação estimulante (diretamente proporcional a intensidade);

f) mudança de permeabilidade.

Ação biológica:

A pele produz uma resistência muito alta com enorme diferença de potencial. Corpo humano = células de polarização.

Efeitos fisiológicos:

Os efeitos fisiológicos da corrente galvânica são determinados pela ação da corrente sobre os nervos vasomotores - hiperemia ativa, (pólo positivo - pólo negativo). Os nervos vasomotores ficam hipersensibilizados e profundos por longo tempo, produzindo reflexamente, a nível superficial e profundo uma maior oxigenação tecidual; consequentemente um aumento na irrigação, aumento do aporte sangüíneo, da metabolização de substâncias como nutrientes, eletrólitos, anticorpos e leucócitos, favorecendo a reparação e defesa. Como o fluxo da corrente dá-se do pólo positivo para negativo, carregando líquidos e bactérias. Este pólo positivo é considerado antiinflamatório e bactericida.(MACHADO,1991)

As reações no corpo humano são: hiperemia, parestesia; narcose galvânica; excitação espástica; vasodilatação, bactericida, antiinflamatória,  analgésica;  tonificação muscular.

O efeito analgésico da corrente acontece porque aumenta o limiar de excitabilidade das fibra nervosas sensitivas ocorre a diminuição dos estímulos dolorosos. Assim sendo, a corrente galvânica produz analgesia pela diminuição da pressão nos lugares edemaciados, uma  vez que a condução de líquidos ocorre do pólo positivo para negativo. Acontece então uma diminuição da acidez e diminuição do tônus das fibras nervosas simpáticas condutoras de dor. 

Cuidados na Aplicação:

Os cuidados na aplicação da Corrente Galvânica/Continua são: 

Evitar contato direto metal/pele,usando esponja adequada

Não cruzar cabos:

Retirar objetos metálicos, bem como não aplicar em implantes metálicos superficiais;

Observar a polaridade correta, segundo a enfermidade;

Testar a sensibilidade térmica e dolorosa;

Saturar adequadamente e frequentemente as esponjas para manter boa condutibilidade;

Colocar os eletrodos uniformemente à pele;

Zerar o aparelho antes do tratamento, não aumentar ou diminuir bruscamente a intensidade;

Não desligar o aparelho sem zerá-lo;

Explicar as sensações ao paciente;

Manter em boa manutenção o aparelho,

O contato irregular e direto do jacaré de fixação provoca queimaduras;

Indicação:

A indicação da corrente galvânica difere de acordo com o pólo positivo e negativo

Polo Positivo: artrite( fase crônica);  artralgia; caiatalgia;  distensão;  bursite; introdução de íons positivos;  lombalgia;  mialgia; neuralgia;  neurite,tendinite.

Polo Negativo:  artrose;  contusão, distensao; fibrose; enfermidade de Raynaud.

Aplicação:

A aplicação da corrente segue alguns paramêtros:

Dispa a área, posicionando o paciente de forma comôda e relaxada;

Examine a área a ser tratada, testando a sensibilidade;

Questione sobre implantes metálicos;

Limpe a área com álcool e sabão neutro;

Fixe os cabos, observando a polaridade;

Aumente gradativamente a corrente galvânica até o formigamento (25min) - findando o tempo diminir a intensidade;

Desligue o aparelho e examine a área tratada.


Com a ajuda aqui



Quer anunciar neste blog?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

Quer sugerir uma pauta?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui


Você não pode perder

Cursos de FISIOTERAPIA para mudar sua carreira:

Tecnologia do Blogger.