Perfil do Fisioterapeuta que Atua em Emergência







Olá, eu sou a Dani e esse texto fala sobre Perfil do Fisioterapeuta que Atua em Emergência. Antes de começar a lê-lo, siga o blog nas redes sociais: Instagram, Facebook e Twitter. Você também pode entrar nos grupos de Whatsapp ou no grupo do Telegram . Agora, vamos à leitura!

A medicina de emergência é uma especialidade fundamental, que visa o diagnóstico, o tratamento inicial e a prevenção de complicações de diversas doenças e injúrias que afetem qualquer órgão ou tecido.  Neste cenário, torna-se evidente a importância de uma equipe multidisciplinar altamente qualificada.  Usualmente, essa equipe é composta por médico, enfermeiro, auxiliares e técnicos de enfermagem.  Porém, devido aos avanços científicos e tecnológicos, um outro profissional passou a ganhar espaço nesse setor – o fisioterapeuta.

Já é consenso a importância do tratamento fisioterapêutico em injúrias que afetem o sistema respiratório, resultando em redução dos volumes e capacidades pulmonares, alteração da impedância do sistema respiratório e alterações na relação ventilação-perfusão.  O fisioterapeuta é o profissional com ampla habilidade em utilizar técnicas que promovam higiene brônquica, melhora da expansibilidade pulmonar e redução do trabalho respiratório.

Dessa maneira, o fisioterapeuta vem ganhando espaço de forma crescente nos serviços de emergência.  Quem opta por trabalhar nesse setor deve ter características peculiares aos outros profissionais que atuam no local.  Dentre essas, é possível destacar:

- Conhecimento da anatomia e fisiologia, especialmente do sistema cardiorrespiratório;

- Conhecimento da fisiopatologia das principais doenças atendidas nos setores de emergência, bem como do tratamento inicial das mesmas;

- Conhecimento dos procedimentos realizados em parada cardiorrespiratória e das diretrizes atuais para seu atendimento;

- Habilidade na execução das técnicas fisioterapêuticas;

- Habilidade no manejo dos diversos equipamentos respiratórios, como por exemplo, interfaces e aparelhos para suporte ventilatório não invasivo;

- Rapidez na tomada de decisões e segurança quanto aos procedimentos realizados;

- Habilidade em trabalhar em equipe;

- Calma, fator essencial para a tomada das decisões corretas.

Profissionais com esse perfil podem contribuir para um melhor atendimento a casos emergenciais, ajudando a definir o melhor prognóstico ao paciente.

Ft. Renata Henn Moura

Retirei daqui



Você não pode perder

Cursos de FISIOTERAPIA para mudar sua carreira:

Tecnologia do Blogger.