terça-feira, 10 de abril de 2012

Encurtamento dos músculos posteriores








07032012125937diagnóstico.jpg

Encurtamento dos músculos posteriores

A ação dos músculos espinhais posteriores empurra e comprime a coluna lombar para trás, levando a pelve à anteversão, com tendência à horizontalização do sacro. A fim de realizar um exame detalhado, é conveniente suprimir a lordose lombar, colocando a tensão nos músculos posteriores.

Para verificação do encurtamento dos músculos posteriores devemos:

1) Colocar o indivíduo inclinado para frente, com os pés juntos, suprimindo a lordose lombar, uma vez que a região lombar se coloca em cifose. É importante que os joelhos estejam bem estendidos.

2) Enquanto o indivíduo fica inclinado à frente, pode-se observar o encurtamento dos músculos posteriores dos músculos inferiores (músculos curtos do pé, posteriores do joelho, isquiotibiais e glúteos) e também a liberdade deixados por esses músculos no quadril durante a flexão anterior. Esses encurtamentos se observam em uma abertura do ângulo tibiotarsico.

3) Mas essa posição não permite, em alguns casos, definir o encurtamento dos músculos da cadeia posterior no seu conjunto. Para isso, é necessário solicitar ao indivíduo inclinado para frente que realinhe as regiões lombar, escapular e cervical.

Os indivíduos com músculos posteriores pouco encurtados, ao ficar nessa posição, apresentarão o ângulo coxofemural fechado, ou seja, de aproximadamente 90 graus, ficando a coluna quase na horizontal.

Ao contrário, um indivíduo com os músculos posteriores muito encurtados mostrará dificuldade em manter uma angulação próxima aos 90 graus, e seus músculos serão mais curtos no tronco com tendência à verticalização.



RECOMENDE ESSE POST

Share on Tumblr

COMENTE O POST

Pesquisar este blog

Carregando...
 

Shopping