Artigo - Corrida: saiba quais são as regiões do corpo mais lesionadas








A corrida ganha cada vez mais adeptos e, com o aumento da sua popularidade, crescem também as incidências de lesões musculoesqueléticas. Os joelhos, pés, pernas, tornozelo e coluna são as áreas do corpo mais afetadas, de acordo com pesquisa realizada por professores e alunos do Programa de Mestrado em Fisioterapia da Universidade Cidade de São Paulo – UNICID, que teve como intuito descrever hábitos, características de treinamento, histórico de lesões e suas possíveis associações entre 200 corredores recreacionais.

Dentre os principais resultados, a pesquisa ainda revela que quem corre há mais tempo tem menos lesões musculoesqueléticas. “Verificamos que os entrevistados que praticam corrida entre 5 e 15 anos apresentaram uma taxa menor de lesões. Esse resultado pode estar relacionado com pessoas que, com a experiência, se adaptaram ao esporte e agora entendem melhor o seu corpo e, com isso, criaram um fator de proteção”, explica Alexandre Dias Lopes, professor do Programa de Mestrado em Fisioterapia da UNICID.

Desses avaliados, 55% relataram alguma lesão musculoesquelética ocorrida nos últimos 12 meses. Os problemas mais descritos foram tendinopatias e lesões musculares. O levantamento foi realizado com pessoas que correm por lazer há pelo menos seis meses. A maioria era homem (73%), com idade média de 43 anos e volume de treino de 35 km semanais. “Esses dados indicam um alerta aos participantes do esporte. É importante que eles procurem o acompanhamento de um especialista da área da saúde para saber as consequências e soluções para os sintomas”, afirma Luiz C. Hespanhol Junior, aluno envolvido no desenvolvimento da pesquisa.

De acordo com Hespanhol Junior, o projeto terá continuidade: “Faremos novas análises para que os resultados sirvam como base de implementação de estratégias de prevenção para profissionais de saúde e permitam ações efetivas para reduzir as lesões musculoesqueléticas” enfatiza.


Esta iniciativa do Programa de Mestrado em Fisioterapia da UNICID conta com a participação dos professores Alexandre Dias Lopes e Leonardo Oliveira Pena Costa e dos alunos Luiz C. Hespanhol Junior e Aline C. A. Carvalho, integrantes do grupo de estudos em Lesões da Corrida SPRunIG (São Paulo Running Injury Group). A empresa CORPORE também contribuiu com o recrutamento dos participantes.




Fonte: Aviv Comunicação
Quer anunciar neste blog?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

Quer sugerir uma pauta?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui


Você não pode perder

Cursos de FISIOTERAPIA para mudar sua carreira:

Tecnologia do Blogger.