Fratura de quadril provoca mais mortes entre idosos







O aumento de vida nos idosos não foi capaz de evitar um perigo que provoca mais mortes na população de terceira idade: a fratura no quadril. Tanto que, a Organização Mundial de Saúde (OMS) já considera o índice de casos um problema de saúde pública. No Brasil, estimasse que 100 mil casos aconteçam por ano.

A lesão ortopédica, também denominada fratura do fêmur proximal, é comum em pessoas de idade avançada, derivada do processo natural de envelhecimento e da osteoporose, que afeta os ossos, a agilidade e o equilíbrio. O mais comum é ocorrer durante quedas em ambientes domésticos, mas problemas na postura e na marcha da caminhada também podem provocar acidentes.

Quando ocorre a fratura no quadril, o tratamento é cirúrgico, com fixação de parafusos, pinos, hastes, placas, ou com colocação de prótese de quadril. A reabilitação é feita com fisioterapia, mas depende muito da qualidade do osso. Normalmente é mais lenta em pessoas mais velhas, podendo vir a comprometer órgãos como pulmões, coração e rins e levar a morte.

Para prevenir o problema é preciso adequar o ambiente doméstico a pessoa idosa, retirando todo o objeto que possa representar perigo de queda, como tapetes, fios, escadas. Procurar instalar suportes de apoio no banheiro e pisos antiderrapantes. E, principalmente, realizar tratamento de combate a osteoporose.

A prática de exercícios físicos também é indicada, pois eles trabalham a musculatura e fortalecem a região dos quadris.


Você não pode perder:

Atualizações em Reabilitação Cardiopulmonar
eBook de Fisioterapia Hospitalar Completo
Drive Virtual de Fisioterapia



COMENTE O POST

Coloque no Google Plus

About Faça Fisioterapia

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

Shopping