Terapia manual é eficiente para acabar com a dor







O estresse, a postura inadequada ou mesmo um movimento brusco, são as principais causas de dores que atingem as costas de centenas de pessoas, mais precisamente toda a extensão da coluna vertebral, desde cima onde tem início na cabeça e desce pelo pescoço, até embaixo, no quadril.

Dependendo do grau do problema e de sua causa, uma simples sessão de Terapia Manual é capaz de pôr fim a dor do paciente.

Caso isso não seja possível, o tratamento é gradativo, agindo tanto no combate a dor como chegando a causa dela, sendo assim possível cura-la.

A Terapia Manual é uma técnica da fisioterapia que utiliza os movimentos do próprio paciente no alívio da dor e na recuperação da função. Ela usa como instrumento as mãos do fisioterapeuta, que estará trabalhando para tratar as disfunções, normalizar os tecidos, restabelecer a mobilidade articular e devolver saúde ao organismo.

A Terapia Manual classifica as algias da coluna em três diferentes categorias, veja quais são:

Síndrome Postural – é a deformação mecânica de origem postural que promove dor, devido os tecidos do redor dos segmentos da coluna estarem submetidos a estresses decorrente de má postura, sendo que neste caso, o tratamento tem como objetivo a correção e orientação postural;

Síndrome da Disfunção – os tecidos ao redor dos segmentos vertebrais apresentam-se encurtados ou fibrosados. Ao realizar um movimento normal, esses tecidos são submetidos a alongamento, gerando aumento de tensão e dor, neste caso o tratamento consiste no alongamento de partes moles através de pompagem (utilização apenas dos dedos do fisioterapeuta);

Síndrome do Desarranjo – ocorre uma desestruturação das superfícies articulares das vértebras. Pequena profusão do disco intervertebral pode provocar a limitação de movimentos e causar deformidades. o tratamento neste caso é aplicado à redução do disco, recuperação da função, prevenção e orientação postural.

Mas para que seja feito o tratamento correto através da Terapia Manual, ou em casos específicos que o fisioterapeuta opte por outro tipo de tratamento, até mesmo indicando um outro profissional ao paciente, é fundamental que ocorra uma avaliação completa, onde será possível diagnosticar o ponto da dor, ou pelo menos a provável causa.

Tudo vai depender do diagnóstico, pessoas que respondem bem à técnica são aquelas que sofrem de dores agudas, subagudas ou crônicas da coluna vertebral.



Você não pode perder:

Atualizações em Reabilitação Cardiopulmonar
eBook de Fisioterapia Hospitalar Completo
Drive Virtual de Fisioterapia



COMENTE O POST

Coloque no Google Plus

About Faça Fisioterapia

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

Shopping