Sabendo mais sobre a Corrente Galvânica na saúde






http://www.mayagaorry.com/esteticacastel/castel/tratamentos/cells%20trat%20%20-%20copyright%20Castel%20FisioStetica.JPG

A corrente GALVÂNICA, é uma corrente contínua de baixa amperagem, isto da ordem de miliampere e de baixa voltagem. Os elétrons se deslocam em único sentido e devido a essa particularidade, é utilizada pela sua propriedade, de desloca íons. Em medicina, fisioterapia e estética esta corrente é utilizada para introduzir na pele determinadas substâncias consideradas curativas, esta energia é um das mais conhecidas em ELETROMEDICINA e destacaremos os pontos mais importantes:

A CORRENTE GALVÂNICA possui a propriedade de determinar efeito térmico, químico e efeitos fisiológicos e de formar um campo magnético.

Ao atravessar os tecidos do corpo humano produz uma cadeia de fenômenos fisio-químicos cujo fundamentos se manifestam especialmente na dissociação molecular. Como por exemplo podemos citar o cloreto de sódio existente em nosso organismo ao se dissociar forma íons Na e Ci.

A ionoforese (ionização) se resume no aproveitamento desses fenômenos fisio-químicos com a finalidade de fazer penetrar substâncias terapêuticas através de pele íntegra.

Nos tecidos do corpo humano a organização estrutural funciona como uma resistência um pouco mais complexa.

O IONIZADOR GALVÂNICO CONSTANTE com produto químico colocado no eletrodo negativo, é colocado em cima do depósito de gordura e o eletrodo positivo paralelo, produz uma contratura local, fazendo penetrar o produto químico com suas partículas elétricas no interior do depósito de gordura (tratamento localizado).

AÇÃO FÍSICA – QUÍMICA

Produção de calor, anti-inflamatório, analgésica, tonificação muscular, vasodilatador dos poros, ionização (iontoforese), eletroforese e endosmose.
A aplicação da corrente galvânica altera o metabolismo, relaxando o comportamento do sistema nervoso, contraindo a musculatura e sugando o sangue nas áreas de paresias localizadas.
A corrente galvânica elimina dores lombares, ciáticas, coluna, torcicolo, artrite, artrose, reumatismo e bursite.

Na estética é indicada para o tratamento no tecido adiposo (celulite), gordura localizada.

OBS: CORRENTE GALVÂNICA, com o produto químico dá-se o nome de ionização.

CORRENTE GALVÂNICA, sem o produto químico dá-se o nome de eletroforese.
Também denominada corrente contínua. Este tipo de corrente apresenta-se com intensidade inalterada com relação ao tempo. A aplicação da corrente galvânica pode ser dividida em: galvanização propriamente dita e iontoforese (ionização).

Galvanização: É o uso da corrente galvânica, utilizando exclusivamente os efeitos polares (que se manifestam unicamente sob os eletrodos) por ele promovido. Os tecidos biológicos apresentam uma grande quantidade de íons positivos e negativos dissolvidos nos líquidos corporais, os quais podem ser colocados em movimento ordenado por um campo elétrico polarizado, aplicado à superfície cutânea. Ao lado desses efeitos polares de transferência iônica, haverá durante a galvanização, outros efeitos denominados interpolares:

Eletroforese: é a migração de soluções coloidais, células sangüíneas, bactérias e outras células simples, fenômeno este que se dá por absorção ou oposição de íons.

Eletrosmose: Sob influência da carga elétrica adquirida pelas estruturas membranosas, é produzida uma modificação da água contida nos tecidos.
Vasodilatação da pele: Todas reações químicas e alterações de ligações que ocorrem na presença da corrente contínua liberam energia e altera a temperatura local.

Eletrotônus ou Potencial Eletrônico: São as modificações elétricas locais, produzidas pela corrente elétrica, no potencial de repouso das membranas celulares.

Os nervos vasomotores permanecem por considerável tempo hipersensibilizados tornando ativa a hiperemia do tecido. A hiperemia atinge também estruturas mais profundas, por ação reflexa. Com isso há aumento da irrigação sangüínea, acarretando maior nutrição tecidual profunda (subcutâneo, fáscias e músculos superficiais). Decorrente da hiperemia tem-se maior oxigenação, aumento do metabolismo, aumento das substâncias metabolizadas.
A presença dos metabólicos produz reflexamente vasodilatação das arteríolas e capilares, o que leva a um aumento do fluxo sangüíneo, maior quantidade de substâncias nutritivas, mais leucócitos e anticorpos, facilitando a reparação da área.

Iontoforese: É a penetração de substâncias no organismo, por meio de uma corrente galvânica. Quando dois eletrodos metálicos, conectados a uma fonte de corrente contínua, são interpostos a um segmento corpóreo, em contato com uma solução eletrolítica, há possibilidade de se promover a transferência de íons para o interior dos tecidos, utilizando-se para tanto, das propriedades polares da corrente galvânica. A passagem da corrente galvânica através de uma solução eletrolítica produz íons, partículas eletricamente carregadas, dissolvidas ou suspensas na solução, migrando de acordo com a carga elétrica.

A base do sucesso da transferência iônica está no princípio físico básico "pólos semelhantes se repelem e pólos opostos se atraem", sendo, portanto a seleção da polaridade iônica correta, e a realização desta com a polaridade semelhante do eletrodo para administração é da maior importância.

A iontoforese associa os efeitos polares da corrente galvânica aos efeitos inerentes do produto utilizado, sendo, portanto bastante efetiva para diversos protocolos na área estética.


Você não pode perder:

Atualizações em Reabilitação Cardiopulmonar
eBook de Fisioterapia Hospitalar Completo
Drive Virtual de Fisioterapia



COMENTE O POST

Coloque no Google Plus

About Faça Fisioterapia

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

Shopping