Exercícios pendulares de Codman e o ombro






http://1.bp.blogspot.com/-Z8O4L8ouxwI/TwnI-WxIT3I/AAAAAAAAGm8/yVNQnCTDkz8/s1600/codman%2B%25281%2529.jpg

A articulação do ombro é a mais móvel do corpo humano, pelo que a gama de exercícios disponíveis é extensa, mas no caso da reabilitação no idoso é aconselhável levar em conta outros fatores que determinam o tipo de exercícios, tais como: presença de osteoporose, pacientes com hipertensão, diabetes, problemas cardíacos, artrite grave, lesão no pescoço com envolvimento do plexo de nervos do membro superior, psicológicos e fatores sociais do paciente, falta de condicionamento geral, cirurgias prévias, presença de peças de fixação ou substituição da articulação e lesões antigas, este último é crucial e influenciar muito a recuperação da mobilidade, especialmente se as limitações têm vários anos de evolução.

Os exercícios de Codman são realizados para a mobilidade articular do ombro, pois as técnicas de auto mobilização fazem proveito do uso da gravidade para separar o úmero da cavidade glenoide.

Ele ajuda no alivio da dor através de movimentos de leve tração (grau I e II) e dão mobilidade precoce as estruturas articulares e liquido sinovial. À medida que o individuo tolera o alongamento pode-se introduzir pesos nos punhos para conseguir uma força de separação articular (Grau III e IV).
Os exercícios devem ser realizados com o individuo em pé em flexão lombar de 90º, sendo realizados no sentido horário, anti-horário, látero- lateral e antero - posterior.

A musculatura escapular deve estar totalmente relaxada, com o paciente buscando, progressivamente, alcançar maiores amplitudes.

Publicado em 2508/14 e revisado em 24/04/18

Quer anunciar neste blog?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

Quer sugerir uma pauta?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui


Você não pode perder

Cursos de FISIOTERAPIA para mudar sua carreira:

Tecnologia do Blogger.