O que avaliar no catarro na Fisioterapia Respiratória









Para quem lida com a fisioterapia respiratória, um importante sinal para a gravidade da infecção e a secreção que o paciente expele. O muco ou catarro é produzido por pequenas glândulas que ficam abaixo da mucosa, que - a camada que reveste internamente as vias aéreas. Sua função é proteger as vias aéreas do ataque de vírus, bactéria se outros micro-organismos que podem infectar nosso corpo.

Justamente por isso, a cor, consistência e até mesmo o odor do muco podem nos dizer se há algo de errado, uma vez que para eliminar os organismos invasores ele poderá ficar mais concentrado, com sangue ou mesmo mal cheiroso.

A cor

Um catarro saudável não tem cor. Se estiver muito esbranquiçado, pode indicar asma, rinite, quadros alérgicos e infecções virais (gripe, resfriado). Em casos raros, o muco esbranquiçado pode ser sintoma de um tipo de câncer de pulmão chamado carcinoma bronquíolo-alveolar. Caso ele não tenha odor e seja consistente, pode indicar que o corpo está desidratado.

O muco amarelado é sinal de infecção respiratória do trato superior, como rinites, sinusites e laringites, podendo ser de origem viral ou um início de infecção bacteriana.

O muco mais amarronzado, geralmente acompanhado de odor forte e consistência grossa. É um forte indício de pneumonia por Aspergillus (tipo de fungo que infecta o pulmão) que pode causar um sangramento que tinge o catarro de marrom.

Quando o muco com coloração dura mais de três semanas, é considerado um quadro crônico. "Pode estar relacionado a infecções crônicas, como a tuberculose e condições de alergia crônica, como asma ou mesmo câncer

Consistência

Seja ralinha ou mais grossa, a consistência do catarro pode dizer muito sobre a saúde das suas vias aéreas. Ele precisa ter alguma viscosidade, pois assim os cílios das células da mucosa conseguem levá-lo no sentido da laringe a fim de eliminar vírus, bactérias ou partículas que ficaram paradas na garganta e precisam ser eliminadas.

Um muco muito consistente pode indicar infecções e doenças crônicas das vias aéreas, ou então acusar que seu organismo está pouco hidratado. Um exemplo de doença congênita relacionada ao muco muito espesso é a fibrose cística.

Cheiro

O muco normal raramente tem cheiro. O odor fétido leve a moderado sugere a presença de infecção, geralmente por bactérias do tipo anaeróbias, que podem causar o que chamamos de abscesso.  Caso a consistência do muco também esteja alterada, mais grossa, com odor mal cheiroso e cor mais escura, há grandes chances de ser uma infecção bacteriana de origem pulmonar e brônquica, como a pneumonia. É necessário passar por uma avaliação médica, a fim de diagnosticar o problema.

A fisioterapia tem diversas formas de ajudar na eliminação desse catarro quando há um quadro clínico envolvido. A ingestão de água é um bom inicio. O paciente só deve tomar cuidado pois o muco não eliminado pode gerar problemas como sinusite e rinite crônicas.

Publicado em 30/10/14 e revisado em 18/04/18
 

Quer anunciar neste blog?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

Quer sugerir uma pauta?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui


Você não pode perder

Cursos de FISIOTERAPIA para mudar sua carreira:

Tecnologia do Blogger.