Níveis de amputação em membros inferiores







http://alertasaude.com/wp-content/uploads/2013/07/OTPH-SG702_298.jpg
Embora a amputação seja uma coisa temida por muitos, deveríamos considerar a amputação não como o fim de alguma coisa ou simplesmente a perda de uma membro que consequentemente irá gerar incapacidades. Devemos considerá-la como o principio de uma nova fase, pois se de um lado houve a perda de um membro e a alteração da imagem corporal, do outro eliminou-se o perigo da perda da vida, ou deu alívio a sofrimentos intoleráveis, tornando ainda possível maior liberdade de ação.

Vamos saber mais sobre os níveis de amputação nos membros Inferiores

- Parcial dos dedos do pé - retira-se a 1ª ou 2ª falange; permanece o coto

- Desarticulação do dedo do pé - retirada total do dedo.

- Transmetatársica - 3ª, 4ª e 5ª metatarso sao retirados.

- Symes - desarticulação do tornozelo

- Abaixo do joelho- longa - retira-se mais de 30% do comprimento da tíbia.

- Abaixo do joelho - curta - retira-se menos de 20% do comprimento da tíbia.

- Desarticulação do joelho - retira-se a patela, a tíbia e a fíbula, ficando o fêmur totalmente íntegro.

- Acima do joelho - longa - retira-se mais de 60% do comprimento do fêmur.

- Acima do joelho - curta - retira-se menos de 35 % do comprimento do fêmur.

- Desarticulação Coxofemoral - retira-se totalmente o fêmur.

- Hemipelvectomia - retira-se a metade inferior da hemipelve.

- Hemicorporectomia - retira-se a parte inferior do corpo, abaixo de L4- L5. Este procedimento dificilmente é utilizado, devido a complicações que futuramente serão evidenciadas.

a. evitar a desarticulação do quadril. Deixar quando possível a cabeça e a maior porção do colo do fêmur para evitar deformidade.
b. 12 cm abaixo do trocanter são dados como comprimento mínimo para controle do coto. Assim mesmo é difícil mover as próteses com eficiência.
c. 30 a 36 cm abaixo do trocanter é um comprimento ideal de coto de coxa.
d. o nível transcondiliano não é bom a não ser para apoio terminal, pois a colocação da articulação de joelho deve ser externa, o que prejudica a estética e função.
e. a desarticulação de joelho após descapsulização permite cotos para apoio terminal.
f. 6 cm de tíbia já são suficientes para prótese de perna; remover o perônio. Usa-se a prótese "ajoelhada".
g. um bom nível será aquele entre o 1/3 superior com o médio.
h. o nível ideal é aquele entre o 1/3 médio e o inferior.
i. evitar cotos muito longos de perna.
j. a amputação de "Symes" permite excelentes cotos para apoio terminal.
k. as amputações através do tarso devem ser evitadas.
l. amputações através do metatarso são duvidosas.


Você não pode perder

Cursos de FISIOTERAPIA para mudar sua carreira:

Tecnologia do Blogger.