Saiba como avaliar a Síndrome do Túnel do Carpo






 TunelDoCarpo

A síndrome do túnel do carpo (STC) é a neuropatia compressiva periférica mais comum da extremidade do membro superior e pode ser definida pela compressão no nervo mediano ao nível do túnel do carpo. Sua etiologia ainda não é totalmente conhecida, sendo as causas idiopáticas mais frequentes. Estudos epidemiológicos identificam alguns fatores de risco para STC como: obesidade, atividade motora repetitiva, alterações hormonais como menopausa e gravidez ou associado a outras patologias como artrite reumatoide, diabetes mellitus e doenças da tireóide. Entre as causas clínicas citadas podem ser encontradas alterações que justificam o aumento de volume das estruturas presentes no interior do túnel do carpo, o qual é responsável pela compressão nervosa.

Prevenção

Evite ou reduza o número de movimentos repetitivos do punho sempre que possível. Use ferramentas ou equipamentos que tenham sido projetados corretamente para reduzir o risco de danos ao punho.

Utensílios ergonômicos como teclados em duas partes, bandejas de teclado, apoios para digitar e férulas para o punho podem ser usados para melhorar a postura do punho ao digitar. Faça pausas frequentes ao digitar e sempre pare se sentir formigamento ou dor.
Como saber se a dor vem do Túnel do Carpo?
Na dúvida, é possível descobrir se existe uma predisposição para o problema nas mãos por meio de testes simples, que ensinamos abaixo. Caso, em alguns destes movimentos, você sentir formigamento ou dor nas mãos, é indicado procurar um especialista para obter mais informações sobre o assunto.

Manobra de Phalen:

Flexione ao máximo os punhos com o dorso das mãos encostando um no outro, como na foto abaixo, e veja se consegue permanecer na posição.

Teste de Tinel:

Pressione o nervo mediano na região do túnel do carpo, conforme indica a imagem, e note se sente algum formigamento ou dor na ponta dos dedos.


Exercícios de alongamento dos flexores dos dedos e do punho sob orientação do profissional são benéficos para melhorar a função e aumentar a formação de líquido sinovial auxiliando com isso, a lubrificação dos tendões, bainhas e fáscias adjacentes (tendões lubrificados diminuem o atrito entre as bainhas evitando a inflamação).

O mais importante é fazer intervalos durante a digitação, diversificar os trabalhos e manter uma postura adequada. A prevenção é o melhor remédio.

O tratamento conservador pode ser feito desde com anti-inflamatórios e imobilização até injeção de corticóide. A maioria das pessoas responde ao tratamento conservador, sendo o tratamento cirúrgico para os casos refratários ao tratamento clínico.

Quer anunciar neste blog?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

Quer sugerir uma pauta?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui


Você não pode perder

Cursos de FISIOTERAPIA para mudar sua carreira:

Tecnologia do Blogger.