Importância da Fisioterapia em Atelectasias






http://www.fisioterapia-online.com/sites/default/files/styles/post_image/public/image/fisioterapia-online-anatomia-sistema-respiratorio-pulmones-organos-b.jpg?itok=_0-SupT8

A Atelectasia representa uma das principais indicações de fisioterapia em Unidades de Tratamento Intensivo (UTI), uma vez que pode conduzir o paciente a uma insuficiência respiratória importante afetando sobremaneira a troca gasosa nos mesmos

A atelectasia produz-se quando, por alguma circunstância, como uma obstrução ou compressão das vias aéreas, os alvéolos de um setor mais ou menos extenso de um pulmão deixam de ser ventilados.

Existem dois tipos de atelectasias:

atelectasia primária ou fetal onde suas causas são:

a) obstrução das vias aéreas;
b) aspiração de corpo estranho;
c) mal formações;
d) estímulo respiratório inadequado;
e) imaturidade do tecido pulmonar e

Na atelectasia secundária a ocorre em casos de pneumotórax, onde o desvio de ar na cavidade pleural, ou ainda água, como num hidrotórax, ocorrerá um aumento de pressão daquela região, a qual promoverá uma compressão de bronquíolos ou mesmo do brônquio fonte
Os sintomas de atelectasia não são óbvios, mas, caso tenha sintomas, o paciente pode experimentar:
  • Dificuldade para respirar
  • Respiração rápida e superficial
  • Febre baixa
  • Tosse
A fisioterapia respiratória é essencial no tratamento no quadro de atelectasia, utilizando-se técnicas e manobras eficazes de expansão pulmonar como: compressão-descompressão, vibrocompressão, e expiração lenta prolongada, entre outras que podemos reverter o quadro de atelecatsia. O tratamento fisioterápico dependerá da avaliação do paciente, e principalmente da ausculta pulmonar. O tratamento da atelectasia geralmente envolve frequente mudança no posicionamento e aspiração de secreções respiratórias, terapia de percussão, espirometria de incentivo, ou pressão positiva intermitente na respiração espontânea do paciente

A abordagem Fisioterapêutica não se resume somente ao tratamento da atelectasia quando a mesma já se encontra instalada, mas principalmente na prevenção da instalação do quadro, em pacientes os quais se encontram acamados por um período de médio a longo prazo. Esta prevenção pode ser feita através de medidas fáceis de ser tomada, como a mudança de decúbitos em pacientes, os quase se encontram restritos ao leito

Você não pode perder:

Atualizações em Reabilitação Cardiopulmonar
eBook de Fisioterapia Hospitalar Completo
Drive Virtual de Fisioterapia



COMENTE O POST

Coloque no Google Plus

About Faça Fisioterapia

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

Shopping