Fisioterapia e Hérnia de Disco Lombar







A coluna é composta por 33 vértebras. Entre uma vértebra e outra estão os discos intervertebrais, cuja função é evitar o atrito entre as vértebras e amortecer o impacto, facilitando a mobilidade e a estabilidade da coluna. Os discos são constituídos por um anel resistente, que contém um material gelatinoso, chamado de núcleo pulposo.

O processo degenerativo começa cedo sendo o início na própria infância. Com o tempo acontece a perda de suas proteínas e de seu conteúdo de água, isto significa que perde a capacidade de absorver impactos. A degeneração discal é um processo natural dos seres humanos, mas quando o disco é considerado doloroso chamamos de doença degenerativa discal.

A hérnia de disco ocorre quando o núcleo pulposo migra através de fissuras que ocorrem no ânulo fibroso degenerado e geralmente cursa com compressão e irritação das raízes nervosas provocando dores e alterações neurológicas nas pernas.

Os sintomas e sinais da hérnia discal são bastante variáveis e se alteram de pessoa para pessoa, de caso para caso; incluem: manifestação de dor (depende da região da coluna afetada e das raízes nervosas comprometidas); comprometimento do reflexo (patelar e Aquiles) e da marcha; diminuição da força muscular do membro inferior afetado (por comprometer a porção motora do nervo); e alterações da sensibilidade (parestesias, cãibras, dormência e fisgadas).

Os principais causadores da dor são: desequilíbrios musculares, fatores psicológicos e fatores externos à hérnia. Meu aluno pode estar sentindo dor porque além da hérnia de disco lombar está com algum desequilíbrio que afete a região. Ele talvez desenvolva a dor devido a outras patologias ou até uma dor psicológica.

A maior parte das hérnias discais acontece na região lombar, por ser esta a área da coluna que mais se movimenta, mas também podem aparecer hérnias de disco nas regiões cervicais e torácicas, esta última em menor proporção. A dor de uma hérnia na região lombar pode irradiar para pernas e pés.



O tratamento fisioterapêutico para hérnia discal tem como benefícios:

Alívio da dor nas costas e a dor irradiada para braços ou pernas, por exemplo;
Aumento da amplitude dos movimentos;
Maior resistência física;
Evitar a cirurgia na coluna;
Diminuir a tomada de medicamentos para controle da dor.

O fisioterapeuta precisa realizar uma avaliação correta para identificar a causa exata do problema e traçar uma conduta que visa diminuir a dor do paciente e reabilitá-lo para que ele possa realizar suas atividades de vida profissional e diária sem prejuízos.

Você precisa conhecer o curso para Aprender o Tratamento Definitivo para Hérnia de Disco lombar. Clique aqui!
Para isso, é preciso estabelecer objetivos que promovam a analgesia, fortalecimento da região e estabilização vertebral do local onde se encontra a hérnia de disco, para impedir que a doença progrida e evitar a formação de novas hérnias.

O tratamento de fisioterapia pode ser usados:

Eletroterapia/Termoterapia

Aparelhos como ultrassom, corrente valgânica, TENS e laser podem ser usados como anti-inflamatórios que ajudam a aliviar os sintomas, diminuindo a dor e o desconforto na coluna. Eles devem ser aplicados conforme a necessidade que a pessoa apresenta, por cada área de tratamento. Além disso, pode utilizar a termoterapia com o calor. É uma outra forma de aliviar a dor nas costas e preparar o corpo para uma massagem, porque aumenta a circulação sanguínea e a chegada de mais nutrientes aos tecidos. O calor pode ser usado com bolsas ou toalhas aquecidas ou luz de infravermelho, por exemplo, durante certa de 20 minutos.

Alongamentos E Cinesioterapia

Os exercícios de alongamento são indicados desde o início das sessões de fisioterapia sendo importante para aumentar a flexibilidade, normalizando o tônus dos músculos e reorganizar as fibras musculares sendo também excelentes para melhorar a postura corporal no dia a dia. Além dos alongamento, pode ser usados outros tipos de exercícios, se a pessoa não apresenta dor aguda e ajudam a fortalecer grupos musculares que encontram-se fracos ou desequilibrados. Existem vários tipos de exercícios que podem ser usados, como os de Reeducação postural global, Pilates Clínico e Hidroterapia, por exemplo, sendo que estes 2 últimos também podem ser usados como atividade física.

Os exercícios de RPG são monótonos, mas são de grande ajuda, sendo uma das melhores opções para evitar ter que fazer uma cirurgia para hérnia de disco. Já os exercícios de Pilates são particularmente indicados porque fortalecem os pequenos músculos, mas muito importante que mantem as costas eretas e a força do abdômen, que também protege a coluna. A hidroterapia é realizada dentro da piscina, sendo orientada por um fisioterapeuta e consiste em exercícios que envolvem correr dentro da água e até mesmo nadar.

Tração cervical ou lombar

Este é um tipo de tratamento que pode ser realizado de forma manual, onde o fisioterapeuta segura firmemente o pescoço da pessoa, que se encontra deitada numa maca, mantendo a coluna toda alinhada e puxa a cabeça verticalmente, para promover uma liberação da tensão entre as vértebras, permitindo maior hidratação do disco vertebral e por vezes, o seu retorno para o local original. A tração da coluna também pode ser realizada em equipamentos específicos que atuam da mesma forma, tracionando o pescoço numa direção e a lombar na direção oposta, mantendo a tração durante 20 a 30 segundos, durante cerca de 5 a 10 repetições, por exemplo.

Terapia Manual com Técnicas de Manipulação

As técnicas servem para diminuir a pressão sobre a coluna, realinhar todas as estruturas do corpo e frequentemente causam sensação de maior leveza e facilidade de realizar movimentos. Esta técnica é particularmente indicada para quando a pessoa apresenta dificuldade para realizar determinados movimentos porque se sente 'preso'.

Cada sessão de fisioterapia deve ser individualizada e dura cerca de 1 hora, mas além disso certos exercícios também devem ser realizados em casa, quando indicados pelo fisioterapeuta.

O tratamento conservador, com repouso, fisioterapia, compressas mornas, educação postural e/ou acupuntura, alivia os sintomas em mais de 90% dos pacientes com hérnia de disco. A maioria se recupera, tornando-se aptos a retornar para as suas atividades habituais em um ou dois meses.

Você precisa conhecer o curso para Aprender o Tratamento Definitivo para Hérnia de Disco lombar. Clique aqui!

Você não pode perder:

Atualizações em Reabilitação Cardiopulmonar
eBook de Fisioterapia Hospitalar Completo
Drive Virtual de Fisioterapia

Tecnologia do Blogger.