Saiba mais sobre a Hidroterapia







A hidroterapia é específica no tratamento de diagnósticos ortopédicos e neurológicos, oferecendo um grande repertório de técnicas especializadas no tratamento de determinadas patologias.

É um recurso da fisioterapia que utiliza as propriedades da água na prevenção e no tratamento de diversas patologias. Consiste na realização de exercícios específicos em piscina coberta e aquecida, visando obter uma melhor e mais rápida recuperação do paciente.

O atendimento é individualizado, ou seja, cada profissional acompanha um único aluno para garantir a correta atenção ao caso. Hoje, a hidroterapia é ativa nos quadros de reabilitação de pacientes com problemas de mobilidade. Os princípios físicos da água ajudam, inclusive, na melhor execução dos movimentos, pois, imerso na água, o peso do paciente fica reduzido e, assim, ele pode mover os membros sem dor e sem a necessidade de extremo esforço. Diversos pacientes relatam que o restabelecimento da condição física foi bem mais acelerado após iniciar a prática da atividade.

Indicações...
A hidroterapia é indicada para atletas que sofreram lesões ou pessoas com problemas ortopédicos, reumatológicos ou neurológicos, como artrite, fraturas, artrose, hérnias, lesões musculares, dores articulares, lombalgias, derrames, paralisia cerebral e reumatismo. Mas a técnica também é benéfica no tratamento da depressão, alívio da dor nas costas e dos inchaços nas pernas de mulheres grávidas.
As sessões...
Elas devem ser acompanhadas por um profissional de fisioterapia e podem ser aplicadas em um público diversificado, incluindo crianças, gestantes e idosos. Cada quadro, porém, exige uma atenção especial. No caso de gestantes, por exemplo, o obstetra é quem deve indicar a atividade e o fisioterapeuta acompanhante deve focar, sobretudo, em exercícios que ajudem a diminuir o inchaço das pernas e as dores nas costas, nos joelhos e nos pés da grávida. Propriedades particulares e físicas da água, como a flutuação e a hidrostática, são utilizadas em associação com as técnicas da fisioterapia de modo a garantir resultados efetivos ao paciente em tratamento.
Quando o corpo está imerso na água, como na fisioterapia aquática, ocorre a resistência do meio aos movimentos e a redução do peso corporal, fazendo com que o impacto dos exercícios sobre as articulações seja menor.
Benefícios...

As sessões de hidroterapia geram benefícios físicos e psicológicos, atuando em três principais eixos: térmico, circulatório e nervoso. Ela colabora com o fortalecimento muscular, com a melhora do equilíbrio, aumento da circulação sanguínea periférica e redução de hematomas, alívio de dores, e estimulação sensorial, tátil e proprioceptiva. A pessoa também se sente mais consciente do próprio corpo, mais autoconfiante, menos ansioso e estressado. O sono se torna mais tranquilo e a capacidade funcional para cumprir com as atividades do dia a dia aumenta.
Concluindo...
Recomenda-se que qualquer pessoa que pretenda fazer a hidroterapia faça uma avaliação médica antes de iniciar os exercícios. No entanto, a prática é geralmente vedada apenas para quem tem algum tipo de infecção, principalmente de pele, insuficiência cardíaca, histórico pessoal de epilepsia, e incontinência urinária ou fecal.
Essa video-aula de Hidroterapia em Joelhos traz exercícios específicos e explicações precisas de como atuar dentro dá agua para tratar lesões de Joelhos. Saiba mais clicando aqui!




Você não pode perder:

Atualizações em Reabilitação Cardiopulmonar
eBook de Fisioterapia Hospitalar Completo
Drive Virtual de Fisioterapia

Tecnologia do Blogger.