Conheça a Ginástica Laboral







Ginástica Laboral é o tipo de ginástica cuja prática é especificamente destinada aos funcionários no seu local de trabalho.

Com o objetivo de prevenir lesões e outras doenças provocadas pela atividade ocupacional, os exercícios (que duram em média entre 5 e 15 minutos) trazem muitos benefícios. São exemplos a redução de fadiga e o aumento de produtividade.





Benefícios

Muitas pessoas não fazem exercícios alegando principalmente a falta de tempo. Levam, assim, uma vida sedentária.

É o caso de quem trabalha no computador, ou os trabalhadores que executam movimentos repetitivos durante dias inteiros.

Para eles, a introdução de práticas de exercícios físicos ao longo da atividade laboral traz uma série de benefícios, dentre os quais citamos:

Redução da fadiga, do sedentarismo e do estresse
Prevenção de doenças provocadas por repetição, tais como Ler (Lesões de Esforço Repetitivo e Dort (Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho)
Melhoria da circulação do sangue
Melhoria de aspectos relacionados aos tendões
Correção da postura
Melhoria de relacionamento entre colegas de trabalho
Melhoria na concentração e no ritmo de trabalho
Aumento de produtividade

Paras as empresas, tudo isso tem como resultado, ainda, a redução de despesas decorrentes dos custos com licenças médicas.

Tipos de Ginástica Laboral

Existe mais de uma modalidade dentro da Ginástica laboral em si e geralmente as classificações variam de acordo com o horário em que a ginástica é feita. Cada uma tem um objetivo específico, variando o resultado final obtido. Conheça as modalidades:

Preparatória – Como o próprio nome já diz, seu objetivo é preparar o indivíduo para alguma tarefa física e por isso deve ser realizada antes do trabalho. Ela tem como fim aumentar a oxigenação nos tecidos e aumentar a frequência cardíaca. Ela é capaz de melhorar a concentração e disposição. A ginástica laboral preparatória inclui exercícios para a concentração, coordenação, flexibilidade, equilíbrio e resistência. Deve durar entre 10 e 12 minutos.
Compensatória – Ela tem como objetivo amenizar os danos causados durante a atividade, como esforço repetitivo ou uma postura não muito adequada. É capaz de aliviar as tensões musculares, prevenir a fadiga e eliminar resíduos metabólicos. Indicada para a correção de postura, são feitos exercícios respiratórios e exercícios de alongamento e flexibilidade.
Relaxamento – Seu maior objetivo é o relaxamento, por isso é feita ao final do trabalho, depois de um dia com muito esforço. Ela é capaz de aliviar tensões e até mesmo o estresse. Na prática são feitas automassagens, exercícios respiratórios, alongamentos e meditação.
Corretiva postural – Ela corrige a postura, exercitando os músculos menos utilizados no dia a dia.
Terapêutica – Trata patalogias, alterações na coluna, distúrbios e outras queixas dos trabalhadores. É um pouco mais longa, durando 30 minutos e sendo necessário um ambiente adequado.
Manutenção – Seu objetivo é manter o resultado dos trabalhos e físico de quem a pratica. É feita após ter atingido as correções musculares necessárias. Precisa-se de uma sala especial e dura de 45 até 90 minutos.

Você não pode perder

Cursos de FISIOTERAPIA para mudar sua carreira:

Tecnologia do Blogger.