A Fisioterapia no Envelhecimento








Chamada de muitos de Fisioterapia na Geriatria ou Geriátrica, a área da Fisioterapia que trabalha com Idosos não para de crescer.

O objetivo da fisioterapia para idosos varia segundo a patologia e as limitações que a idade do paciente apresenta.

De uma maneira geral a fisioterapia para idosos possui:

– Objetivos Gerais

A fisioterapia tem como objetivo geral permitir que o idoso mantenha uma boa qualidade de vida dentro das limitações que a patologia ou a idade lhe impõe. De tal modo que o idoso realize suas atividades cotidianas sem a ajuda de cuidadores e familiares.

– Objetivos Específicos

  • Aumentar a força muscular
  • Melhorar a flexibilidade
  • Melhorar o equilíbrio
  • Melhorar a qualidade de vida
  • Melhorar a coordenação motora
  • Prevenir o risco de quedas
  • Prevenir complicações respiratórias
  • Prevenir complicações cardiovasculares
  • Promover independência funcional

Benefícios da Fisioterapia Para a Qualidade de Vida do Idoso

O exercício físico pode aumentar a aptidão física de idosos e das funções essenciais. A fisioterapia trabalha estimulando a realização de exercícios físicos para a parte motora e respiratória.

O aumento das capacidades físicas promovem uma melhora significativa nas atividades de vida diária, reduzindo a fadiga a pequenos esforços. Execícios como força, flexibilidade, potência aeróbia, equilíbrio e coordenação.

A fisioterapia também é benéfica em relação aos riscos de quedas e acidentes. Além de reduzir a vulnerabilidade e fragilidade causada pela inatividade, minimiza as mudanças biológicas trazidas pelo envelhecimento. E ajudam no controle de doenças crônicas, favorecendo a estimulando o idoso a ter uma qualidade de vida muito melhor.

5 práticas da fisioterapia que devem ser adotadas na abordagem do envelhecimento:

1. Desenvolva uma avaliação geriátrica ampla

Converse com seu paciente para reunir informações em diferentes domínios: cognitivo, humor, funcional, nutricional e social.

2. Avalie a capacidade funcional

Atente aos sinais das diretrizes de Atividades de vida diária (AVDs), como higiene e alimentação; e Atividades instrumentais de vida diária (AIVDs), como lucidez financeira e realização de compromissos.

3. Busque desenvolver habilidades e capacidades

Os movimentos são parte importante da qualidade de vida – especialmente no processo de envelhecimento. Na medida do possível, realize atividades aeróbicas e de fortalecimento.

4. Atue com os cuidadores formais e informais

Oriente aqueles que cuidam do idoso sobre todos os cuidados necessários em relação às atividades físicas e aos demais aspectos trabalhados durante as sessões. Os cuidadores também precisam se comprometer com a fisioterapia.

5. Incentive a adoção de hábitos saudáveis

A fisioterapia requer mudança de comportamento: fale com o paciente sobre qualidade de vida e sobre o que pode ser melhorado no dia a dia em busca de saúde e bem-estar.

Exercícios na Fisioterapia para Idosos

Os exercícios precisam ser de fácil entendimento, para que o idoso entenda como o exercício deve ser realizado, e de fácil execução, para que ele possa realiza-lo mesmo com suas limitações.

Cada idoso é diferente e por isso cada plano de fisioterapia deve ser montado individualmente, após uma avaliação minuciosa em que todas as limitações e dificuldades possam ser identificadas, a fim de traçar uma conduta que seja especial para a reabilitação do idoso em questão.

Os idosos geralmente apresentam mais que uma queixa principal, apresentando uma série de problemas e sintomas. O fisioterapeuta precisa ter o tato de identificar qual o problema principal. Após identificar, trace sua conduta por etapas, mas sempre com um objetivo final que é melhorar a qualidade de vida.

Os tipos de exercícios na Fisioterapia para idosos que promovam força e equilíbrio são indispensáveis, pois ajudam-nos a retomar a coordenação motora e fortalecer os músculos que atuam com capacidade reduzida.

Diminui também as mudanças biológicas do envelhecimento, vulnerabilidade e fragilidade.

Esses exercícios visam reinserir o idoso ao convívio social, o que é uma prática fundamental para uma boa qualidade de vida. Porém, a reabilitação deve ser programada para atender as necessidades individuais de cada usuário.

A seguir vamos conferir alguns exercícios básicos de fisioterapia para idosos que ajuda a prevenir quedas.

Orientações Iniciais para os Exercícios

  • O paciente deve respirar normalmente durante a execução.
  • Não deve ser realizado quando o idoso estiver se sentindo indisposto, com tontura, dor de cabeça, febre ou pressão alta.
  • Deve ser realizado pelo menos 3x por semana.

Exercício 1

  • Utilizando uma cadeira, o paciente deve sentar-se e realizar flexão e extensão de joelho alternando as pernas.
  • Repetir de 10 a 15 vezes cada perna.

Exercício 2

  • Ainda com a cadeira, levantar e sentar.
  • Uma dica valiosa: ao realizar os movimentos, o paciente deve inclinar o corpo para frente. Isso irá facilitar a execução do exercício.
  • Repetir de 10 a 15 vezes.

Exercício 3

  • Neste exercício o paciente deve ficar na ponta dos pés, voltar e apoiar os calcanhares.
  • Esse bombeamento é ótimo para a circulação.
  • Repetir de 10 a 15 vezes.

Exercício 4 

  • Com a perna estendida, o paciente deverá levá-la para trás e voltar.
  • Repetir de 10 a 15 vezes cada perna.

Exercício 5

  • Neste exercício vamos realizar com o paciente uma marcha parada.
  • Ele deve elevar um dos joelhos e contar até 10, e depois fazer o mesmo com o outro lado.
  • Repetir 5 vezes cada perna.

Dicas de Fisioterapia para Idosos

Além da reabilitação, a fisioterapia para idosos pode orientar a família ou cuidadores dos idosos quanto à prevenção de quedas. Algumas dicas são:

  1. Evitar usar Tapetes – Inclusive no Banheiro e na Cozinha
  2. Usar Fitas Antiderrapantes/Lixas Adesivas em todos os Locais Escorregadios (Chão de Banheiros, Degraus de Escadas, Etc.)
  3. Usar Corrimãos e Barras de Apoio
  4. Usar Meias com Solas Antiderrapantes
  5. Retirar Móveis das Áreas de Circulação – Para Faciltiar Passagem
  6. Manter os Ambientes Bem Iluminados
  7. Não Deixar a Colcha da Cama Arrastar no Chão
  8. Ter um Abajur ou Interruptor de Luz ao Lado da Cama

Nos próximos anos os profissionais que cuidam de idosos vão ser cada vez mais requisitados, já que haverá uma população maior para ser tratada e principalmente, uma população que quer ser tratada.

A área de fisioterapia em geriatria vem crescendo a cada dia e tem potencial para crescer ainda mais, já que trabalha diretamente não só no tratamento, mas também na prevenção de doenças em idosos.

O fisioterapeuta geriatra pode trabalhar diretamente com o idoso na área de home care (fisioterapia domiciliar), em hospitais, asilos, centros de reabilitação e centros de atenção ao idoso. Isso sem falar em patologias específicas, como Ahlzeimer Parkinson, recuperação de AVCs. É realmente uma área muito ampla e que pretendo falar mais a diante de cada tema desse de forma específica.



Quer anunciar neste blog?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

Quer sugerir uma pauta?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui


Você não pode perder

Cursos de FISIOTERAPIA para mudar sua carreira:

Tecnologia do Blogger.