Como a técnica de Dry Needling age no organismo?









O dry needling é uma técnica de perfuração tendinosa por agulha com o objetivo de descomprimir, alongando o tendão por múltiplas tenotomias parcias, e provocando um estimulo local de regeneração e melhoria da circulação local. 

É chamado de "Dry" Needling porque não há solução injetada como com uma agulha hipodérmica durante uma vacina contra a gripe. Com a agulha seca, a própria agulha e os efeitos que ela produz no tecido são o tratamento.

Quando uma lesão ocorre por uso repetitivo ou trauma agudo, a inflamação será produzida a partir dos tecidos danificados. Os tecidos danificados também entrarão em um estado de tensão protetora ou contração para evitar danos adicionais pela utilização do tecido lesionado. Essa contratura e inflamação inibem a microcirculação, o que limita o sangue rico em oxigênio atingindo a lesão e os produtos de resíduos deixando a lesão.

O local de lesão torna-se hipóxico (diminuído em oxigênio) que estimula o corpo a produzir fibroblastos, uma célula que produz fibrose ou tecido cicatricial.

Usa-se uma pequena e sólida agulha de filamentos que é inserida em um músculo dolorido contraído para criar um reflexo de contração local que é tanto diagnóstico quanto terapêutico, pois é o primeiro passo para quebrar o ciclo da dor, conforme pesquisas mostram, diminuirá a contração muscular, reduzirá o produto químico irritação, melhora a flexibilidade e diminui a dor.

Quando uma agulha é inserida no músculo, também produzirá uma lesão controlada e cortará entre três a quinze mil fibras musculares individuais. O corpo considera a agulha como invasor estrangeiro e ativará o sistema imunológico como resposta. As fibras musculares cortadas também produzem uma reação inflamatória que seu corpo responderá não apenas localmente, mas em todo o corpo para reduzir a inflamação sistêmica.

Assim sendo, o dry needling estimula uma resposta curativa via inflamação local, levando ao recrutamento de vasos sanguíneos e precursores do colagénio. Esta resposta quando auxiliada com um protocolo adequado de fisioterapia, induz a remodelação do tendão. 
 
Uma das vantagens é que as agulhas agem diretamente no ponto da dor, no caso da tensão muscular ou quando há um déficit de movimento.

E os resultados são praticamente instantâneos. Logo na primeira sessão, é possível perceber o distensionamento do músculo dolorido e, em outros casos, o aumento da amplitude do movimento.

No caso de pacientes com alergia a algum medicamento, a técnica de Dry Needling pode ser eficaz, já que a pessoa não ficaria exposta a nenhuma medicação.

Quanto ao procedimento em si, leva poucos minutos, sendo que várias partes do corpo podem ser tratadas ao mesmo tempo. A duração do tratamento vai depender de fatores como a saúde geral do paciente, o nível de dor (queixa) registrado e o local a receber as agulhas.

No curso de Dry needling você aprenderá a realizar uma avaliação de dor referida miofascial a fim de obter de forma precisa a localização dos pontos gatilhos para o fechamento de um diagnóstico preciso, proporcionando um critério eficiente no programa de controle da dor referida do seu cliente. Aprenderá também fazer toda metodologia do agulhamento miofascial com raciocínio clínico que levará seu paciente a resultados instantâneos e eficientes.  Clique aqui e saiba mais!
 

Quer anunciar neste blog?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

Quer sugerir uma pauta?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui


Você não pode perder

Cursos de FISIOTERAPIA para mudar sua carreira:

Tecnologia do Blogger.