Auriculoterapia é tratamento para dor









A Auriculoterapia serve para tratar até 200 sintomas do corpo através de vasos e canais situados na orelha. Trata-se de uma técnica antiga que vem sendo utilizada até os dias de hoje e serve para promover alívio das dores, enxaqueca, trata a insônia e também problemas e disfunções de caráter psicológico.

Em pacientes com uma saúde equilibrada, as orelhas mostrarão sinais de equilíbrio, já em casos em que os pacientes possuem um grau de estresse, cansaço, desequilíbrio emocional ou ansiedade, elas mostrarão por sinais nos pontos específicos esse desequilíbrio. Por exemplo, se ocorrer uma oscilação emocional, principalmente da raiva, seu ponto de fígado estará em excesso e apresentará sinais de desequilíbrio.

Os pontos de auriculoterapia podem ser estimulados de diversas formas como por sementes (mostarda ou colza), agulhas de acupuntura (facial ou sistêmica), pellets magnéticos, agulhas semipermanentes, eletrofototerapia (laser ou estimulação elétrica nervosa transcutânea - TENS) e pelos próprios dedos. Porém, as sementes são de baixo custo e possuem a vantagem de os pacientes fazerem a autoestimulação dos pontos e assim têm sido as mais utilizadas. As sementes devem ser estimuladas de três a quatro vezes por dia, por um minuto ou até o local tornar-se sensível, com trocas semanais mediante a reavaliação do caso. No entanto, há descrição de permanecer com a mesma aplicação por até um mês e o tempo de tratamento total varia de 2-10 semanas

A justificativa quanto aos efeitos da AT, parece não estar ligada apenas à penetração da agulha no pavilhão externo auricular, mas sim, à escolha dos pontos ideais. Esta é uma discussão extensa, mas quatro possíveis explicações são elucidadas:

(1) A  auriculoterapia age por mecanismo diferente da acupuntura sistêmica;
(2) ação semelhante à da acupuntura, em que ativaria meridianos, regularização da função de órgãos, do Qi e Sangue, com consequente normalização de trajetos dolorosos (MTC);
(3) vias neuronais reflexas hipersensíveis que conectam o microssistema auricular à região somatotópica corresponde no cérebro, que por meio da medula espinhal chega até a região dolorosa correspondente;
(4) a  auriculoterapia não depende de pontos específicos, mas sim da região estimulada

A auriculoterapia possui resultados favoráveis quanto a seus efeitos sobre a dor (apesar de seus mecanismos de ação continuarem em estudo), mostrando-se promissora como uma terapia adjunta ao tratamento convencional. O ponto ShenMen, pontos reflexos correspondentes ao local no corpo afetado e a estimulação da concha cava (ex.: ponto pulmão), parece ser a combinação mais favorável a melhores resultados quanto ao alívio da dor.

A auriculoterapia pode fornecer ao cliente conforto e bem estar psicológico sem o uso de medicamentos químicos, dos quais muitos se tornam dependentes. Os medicamentos comuns como, os analgésicos, são freqüentemente utilizados pela maioria das pessoas, eles não tratam o problema e ainda podem piorar o seu estado devido ao mascaramento da doença.

O que um profissional procura num curso de formação? Bom conteúdo? Um bom professor? Boas ferramentas de aprendizado?  Eu tenho que te indicar um curso de formação que tem essas três caracterísicas: o curso completo de Formação e Profissionalização em Auriculoterapia. Clique aqui e saiba mais!


Livre de vírus. www.avast.com.

Quer anunciar neste blog?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

Quer sugerir uma pauta?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui


Você não pode perder

Cursos de FISIOTERAPIA para mudar sua carreira:

Tecnologia do Blogger.