A fisioterapia tem muito mais aplicações do que você imagina






Muitas vezes a fisioterapia é encarada com preconceito. Muitas pessoas ainda acreditam que ela é "coisa de velho". Porém com o passar do tempo, estudos mais aprofundados deram à fisioterapia a possibilidade de atuar em diversos campos de tratamento de doenças e hoje pode ser amplamente utilizadas para coisas que nós nem imaginamos.

A fisioterapeuta Fabiane Leal explica que a fisioterapia tem caráter preventivo e de reabilitação e tem a aplicação muito ampla. Existe fisioterapia até para tratar doenças neurológicas, como o mal de Parkinson.

A incontinência urinária também pode ser tratada com o método. De acordo com a fisioterapeuta Carolina Campagnoli, a fisioterapia uroginecológica é indicada para grávidas, na prevenção de dores e preparação para o parto e para homens e mulheres que têm problema de incontinência urinária e fecal. Nesse tipo de fisioterapia, "são feitos exercícios para controlar a musculatura do assoalho pélvico". Hoje ainda sçao feitas cirurgias em muitos casos, mas alguns conseguem ser sanados com a fisioterapia, que é uma forma muito menos agressiva de resolver o problema.

Outro tipo de fisioterapia é a que trata de problemas respiratórios. Doenças como asma, bronquite e sinusite, que são tidas como incuráveis, podem ter seus sintomas muito atenuados. A Dra. Fabiane explica que nessa técnica trabalha-se o músculo que controla a respiração, o diafragma. "Os resultados são o alívio da falta de ar e a diminuição no acúmulo da secreção".

De acordo com a Dra. Fabiane, um ramo da fisioterapia que está em desenvolvimento e cada vez mais especializado, a estética. Através de técnicas manuais de estimulação do corpo, é possível melhorar o problema de celulite ao reduzir a fragilidade vascular e eliminar as toxinas das regiões afetadas. Além disso, a fisioterapia estética utiliza a drenagem linfática para pós-operatórios e estética.

A Dra. Fabiane conta também que existe a fisioterapia neurológica, para tratamento de doenças como AVC, Mal de Parkinson e Mal de Alzheimer. Através de exercícios de sensibilidade e de reabilitação e movimentos diários, esse tipo de fisioterapia pode retardar o Parkinson e o Alzheimer e reabilitar um paciente que sofreu uma AVC. O maior benefício desse tipo de fisioterapia, segundo a doutora, é que ela dá possibilidade do paciente ter uma vida adaptada para as atividades diárias da melhor forma possivel. Para o Alzheimer, especificamente, são trabalhados o raciocínio e a memória, para realizar a ativação de áreas cerebrais.

Existe também a fisioterapia que trata de problemas de sono, como bruxismo (ranger de dentes durante o sono) e apertamento dos dentes, que estão diretamente ligadas a problemas na mandíbula, como dores e quando ela estala.

A Dra. Carolina destaca, porém, que a fisioterapia convencional e a RPG (reeducação postural global) ainda são muito buscadas. A fisioterapia convencional trabalha nas dores musculares, ósseas e das articulações, com exercícios de fortalecimento muscular e reabilitação de movimentos. Já o RPG promove um alinhamento do corpo por meio de posturas que melhoram dores nas costas e a própria postura. Em um caso de cirurgia, a fisioterapia convencional é feita antes e após, primeiro para preparar e depois para reabilitar a área operada.


Colaboração:

Dra. Fabiane Xavier Leal
Fisioterapeuta
Tel: (27) 32252913

Dra. Carolina Perez Campagnoli

Fisioterapeuta
Tel: (27) 32252913

Você não pode perder:

Atualizações em Reabilitação Cardiopulmonar
eBook de Fisioterapia Hospitalar Completo
Drive Virtual de Fisioterapia



COMENTE O POST

Coloque no Google Plus

About Dani

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

Shopping