Fisioterapia e a psicomotricidade em idosos






http://i.ytimg.com/vi/cnzdLXLQt5Q/maxresdefault.jpg

A velhice envolve dois processos, sendo um fisiológico, (denominado senescência) e outro metabólico (chamado de senilidade). Envelhecer é viver, viver é mover-se, essa afirmativa é tomada como base para as justificativas de programas de prevenções e de reabilitação psicomotora (Fonseca, 1998).

O envelhecimento é um processo contínuo e inevitável, que constitui uma etapa da vida onde é preciso estudar, tendo em vista que ocorre uma série de modificações que necessitarão de adaptações. Tais modificações somáticas, psíquicas, psicomotoras serão combatidas com medidas reabilitativas ativas e preventivas. Em tal sentido a psicomotricidade pode exercer um efeito principalmente preventivo.

Todo indivíduo idoso tem sua carga de experiência própria, é um ser especial, único e tem o direito de ser tratado como tal, ter total liberdade para explorar todo o universo em que viveu durante o longo dos anos, seja ele normal ou portador de alguma limitação. A realização de uma proposta de atuação da Fisioterapia Preventiva na psicomotricidade em idosos é de responsabilidade daqueles que formam o mundo atuante da promoção da saúde, e dos cuidadores e/ou familiares que convivem no dia-a-dia do idoso. Pois é neste ambiente de integração, que o individuo tem a oportunidade de desenvolver seu lado psicomotor, sua capacidade física, mental e social, fazendo com que haja uma melhora na qualidade de vida. Isso ajuda a combater e /ou prevenir a instalação de doenças físicas e mentais, despertando assim, o desejo de agir, ou reagir sobre os estímulos que lhe são oferecidos, e voltando a se sentir parte da sociedade em que vive, como peça fundamental.

Desse modo, torna-se compreensível a importância de uma proposta de atuação da Fisioterapia Preventiva na psicomotricidade em idosos, como forma de proporcionar à estes uma melhora no âmbito relacionado a promoção da saúde e, principalmente, a qualidade de vida desses idosos por meio da potencialização de suas capacidades, não esquecendo de levar em consideração suas necessidades e características biopsicossociais desses indivíduos.

O papel da fisioterapia é promover atitudes e atos de uma forma global, atuando como resultado a uma excelente estado de saúde, no aspecto funcional como na melhoria da qualidade de vida. Trata-se de uma filosofia holística que tem por objetivo estabelecer o equilíbrio entre o corpo, o individuo, o ambiente e a cultura. O fisioterapeuta deve dar o exemplo, mantendo hábitos de vida sadios e promovendo essa filosofia de promoção de saúde.

Em pessoas idosas, com dificuldades posturais e de locomoção, deve-se realizar movimentos de forma sistemática, porém com condutas psicomotoras que sucederão movimentos especificamente humanos, com o intuito de serem realizados de forma consciente, intencional e sensível.

A atividade psicomotora é absorvida pela maioria das pessoas, em gradientes progressivos da mais simples para a mais complexa atividade. Tais atividades irão estimular o raciocínio e possibilitam recursos ilimitados de ações.

SUGESTÕES DE EXERCÍCIOS:

- Técnicas de auto-alongamento e mobilização ativa e ativo-assistida, onde serão trabalhados os membros superiores (MMSS) e membros inferiores (MMII) através de exercícios de flexo-extensão e circundução de dedos das mãos, punhos, ombro, e tornozelo e joelho.

- Rolar – deitado no solo, em decúbito dorsal e rolar com braços estendidos no prolongamento dos ombros, estendidos acima da cabeça;

- Engatinhar, atuando na estimulação do tônus muscular, através do fortalecimento da musculatura dorsal antigravitacional;

- Engatinhar com as pernas estendidas, atuando na estimulação do equilíbrio e da postura ereta;

- Marcha com elevação dos joelhos; marcha com movimentos alternados de braços e pernas, para frente e para trás; marcha cruzada, trabalhando a lateralidade com a rotação de tronco e a postura ereta;

- Equilíbrio com um pé elevado à frente; equilíbrio com um pé elevado atrás; equilíbrio com o braço apoiado no colega ao lado, atuando na coordenação dos movimentos;

- Manipulação em forma de pinçamentos, oponência dos dedos, pronação e supinação, dobrar papel aprimorando a manipulação e estabelecendo / restabelecendo a motricidade fina;

- Coordenação óculo-manual, através de atividades como arremessar, pegar, lançar, tocar, bater, com objetos de tamanhos variados, estimulando a lateralidade, coordenação, equilíbrio e organização espaço-temporal.


Quer anunciar neste blog?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

Quer sugerir uma pauta?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui


Você não pode perder

Cursos de FISIOTERAPIA para mudar sua carreira:

Tecnologia do Blogger.