O uso do Kabat na Geriatria






http://1.bp.blogspot.com/-30J4AIcBWPQ/VVz9HipyPUI/AAAAAAAAAOk/do3RRf7gHOg/s640/idoso-23.jpg

Com o aumento da perspectiva de vida da população no Brasil, há um aumento do contingente de idosos.

O processo fisiológico do envelhecimento pode ser compreendido como um conjunto de alterações estruturais e funcionais desfavoráveis do organismo que se acumulam de forma progressiva, especificamente em função do avanço da idade. Dentre as alterações estruturais e funcionais que acompanham o processo de envelhecimento, pode-se destacar a redução da flexibilidade, força muscular dos membros inferiores e o déficit de equilíbrio dinâmico, os quais levam à redução da capacidade para realização das atividades do cotidiano e aumentam o risco de quedas na terceira idade, principalmente pela relação que apresentam com as modificações do padrão de marcha. Com isto, o número de indivíduos acima de 60 anos que sofrem fraturas devido a quedas é muito alto, sendo numerosos os estudos que analisam as quedas em idosos, tanto com relação à epidemiologia, à etiologia e fatores de risco, como em relação às consequências desses eventos e possíveis intervenções no sentido de evitá-los.

http://3.bp.blogspot.com/_keG9ckCM5H8/SatYJU-gfNI/AAAAAAAAACA/utRsD3-8oQ4/s320/AVC_.jpg

Uma das formas que tem de retardar os efeitos disso exposto acima é o exercício. Ele é essencial para manter a independência funcional em idosos, porque melhora a força muscular, a coordenação , o equilíbrio e reduz o risco de quedas e fraturas. Para cuidar disso, diversos métodos fisioterapêuticos têm sido utilizados para o condicionamento e reabilitação motora (10). Den­tre os métodos que se pode citar está a Facilitação Neuromuscular Proprioceptiva (FNP) ou Método Kabat na qual os procedimentos básicos realizados para a facilitação fornecem ao terapeuta as ferramentas necessárias para ajudar seus pacientes a atingir uma função motora eficiente.

Este método foi desenvolvido por Kabat, no Instituto Kabat-Kaiser, entre 1946 e 1951 e tem como objetivo melhorar (facilitar) o desempenho do sis­tema neuromuscular pela estimulação de proprioceptores musculares e articulares, utilizando técnicas de irradiação de força muscular.

A FNP se baseia num trabalho de fortalecimento neuromuscular auto-induzido. Nesse processo as reações do mecanismo neuromuscular são melhoradas, através de estimulação dos proprioceptores.. A utilização de movimentos complexos é baseada nos princípios da estimulação máxima do aparelho neuromuscular com o auxílio adicional de movimentos diagonais e espirais associados à flexão, adução, abdução, rotação externa e interna. Os receptores musculares e articulares são elementos importantes na estimulação do sistema motor (13). O alongamento por FNP se caracteriza por envolver duas ou mais fases no qual há alternância de exercícios ativos e passivos, objetivando conseguir um grau de amplitude articular maior do que o habitual, à custa do relaxamento da estrutura contrátil muscular.

A FNP fornece auxílio no aumento da base de sustentação corporal, consequentemente melhorando a marcha através do aumento da fase de apoio e de balanço, gerando uma melhora no aprendizado motor, na coordenação e propriocepção, e garantindo assim um equilíbrio maior durante a marcha.

Por isso, a FNP é um ótimo recurso para se basear em exercícios terapêuticos que utilizam diversos mecanismos facilitadores com a finalidade de promover e/ou melhorar a contração muscular, a coordenação, o equilíbrio e o relaxamento muscular


Quer anunciar neste blog?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

Quer sugerir uma pauta?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui


Você não pode perder

Cursos de FISIOTERAPIA para mudar sua carreira:

Tecnologia do Blogger.