Pilates combate tensão em ombros e pescoço trabalhando a postura






http://www.isaudebahia.com.br/uploads/RTEmagicC_Dor_9_01.jpg.jpg

A tensão no pescoço e nos ombros é uma das reclamações mais comuns da idade moderna. As pessoas tendem a se sentar em um computador por horas a fio. Mesmo nos locais de trabalho mais ergonômicos, é quase impossível evitar a sobrecarga dos músculos do pescoço e dos ombros. A própria posição de trabalho em frente ao computador faz com que force mais a musculatura dos ombros para segurar os braços no momento de digitar. As pessoas também tendem a manter a tensão emocional e estresse em seus pescoços. Os exercícios de Pilates podem ajudar a relaxar os músculos. 

A maioria dos exercícios de pilates fortalecem os músculos necessários para dar suporte adequado à coluna e facilitam a conscientização sobre o que realmente é a postura correta. Porém fazer apenas os exercícios de Pilates não é o suficiente, se você quer melhorar sua postura e curar suas dores nas costas você deve incorporar o exercício na sua rotina diária. É necessário manter a coluna com as curvaturas normais (neutras) e a contração abdominal (centro) nas atividades diárias. Dessa forma perceberá mudanças imediatamente - em suas dores nas costas, na sua postura e no seu senso de bem-estar.

Uma das formas que o Pilates tem de auxiliar essa melhora na coluna cervical é com o auxilio a respiração correta. Quando inspiramos, a resistência nasal resulta no aumento do trabalho respiratório, uma vez que ela determina a necessidade de recrutamento dos músculos acessórios. Consequentemente, devido à sobrecarga e ao encurtamento desses músculos auxiliares da respiração, o crânio é tracionado para frente e para baixo, produzindo a posição anteriorizada da cabeça.

Já ouvimos falar muito de técnicas que utilizam a respiração como base para melhorias na postura. No método Pilates, inspiramos pelo nariz e expiramos pela boca. Isso ajuda a relaxar a musculatura acessória. Os exercícios trabalham a capacidade respiratória e a oxigenação, que tendem a diminuir em função de mudanças estruturais na coluna vertebral, que modificam o funcionamento do músculo diafragma e influenciam na deformação da caixa torácica. Além disso, ajudam a relaxar a musculatura que está agindo para que a cervicalgia continue.

Melhorar a postura e mantê-la correta é o ponto de partida para que a cervicalgia não apareça. E nisso o Pilates pode ajudar e muito.

Com ajuda daqui

Quer anunciar neste blog?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

Quer sugerir uma pauta?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui


Você não pode perder

Cursos de FISIOTERAPIA para mudar sua carreira:

Tecnologia do Blogger.