Bobath em Crianças com Paralisia Cerebral







http://portalbiocursos.com.br/ohs/data/images/17/Bobath.jpg


O desenvolvimento do sistema nervoso central em crianças se desenvolve em etapas e pode ser modificado em decorrência de lesões pré, peri e pós-natais, repercutindo em dificuldades nas aquisições motoras, sensorias e cognitivas, como pode ser observado nas crianças com encefalopatia crônica não progressiva da infância, ou seja, paralisia cerebral (PC).

Crianças com PC apresentam deficiências nas aquisições motoras, podendo apresentar deficiências sensoriais e/ou cognitivas associadas. As dificuldades nas aquisições decorrentes da lesão pode m ser amenizadas, pois o SNC, mesmo lesado, é uma estrutura plástica e responsiva a estimulação ambiental. Dessa forma, devemos buscar a estimulação apropriada visando proporcionar a reorganização desse sistema.

Uma forma de estimulação é a intervenção fisioterapêutica, que age diretamente nas deficiências motoras, refletindo-se nas sensoriais, devido à utilização de estímulos proprioceptivos, tácteis, vestibulares, visuais e auditivos.  A intervenção fisioterapêutica nestas crianças tem por objetivo levar o paciente a obter o máximo de controle motor buscando o maior grau de independência.

O conceito Bobath, forma clássica de intervenção no tratamento das sequelas decorrentes da PC, utiliza o binômio inibição (modulação) de padrões posturais
anormais, e a facilitação visando a promoção do movimento, não utilizando em seus procedimentos a resistência externa aplicada pelo fisioterapeuta, pois alega-se que tal procedimento provoca aumento do tono muscular, desse modo algumas deficiências, como a fraqueza muscular, não te m sido solucionadas. Assim observamos na clínica, a necessidade de explorar outra forma de intervenção, a facilitação neuromuscular proprioceptiva, desenvolvido com base nos conceitos fisiológicos de recrutamento máximo de unidades motoras, atividade reflexa, irradiação, indução sucessiva e inervação recíproca, promovendo ou precipitando o movimento através de proprioceptores,  possibilitando um maio r grau de excitação  central sobre os motoneurônios e favorecendo a atividade voluntária dos músculos fracos e/ou paréticos. Este método preconiza a combinação de movimentos, relacionados com padrões de sinergia muscular e emprego de reflexos posturais e reações de endireitamento, originando os padrões de movimentos funcionai

Você não pode perder:

Atualizações em Reabilitação Cardiopulmonar
eBook de Fisioterapia Hospitalar Completo
Drive Virtual de Fisioterapia



COMENTE O POST

Coloque no Google Plus

About Faça Fisioterapia

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

Shopping