Objetivos da Fisioterapia na Pneumonia







Olá, eu sou a Dani e esse texto fala sobre Objetivos da Fisioterapia na Pneumonia. Antes de começar a lê-lo, siga o blog nas redes sociais: Instagram, Facebook e Twitter. Você também pode entrar nos grupos de Whatsapp ou no grupo do Telegram . Agora, vamos à leitura!




As pneumonias são infecções das vias aéreas inferiores que geram um processo inflamatório, comprometendo os alvéolos, bronquíolos e espaço intersticial. A infecção geralmente decorre da aspiração de secreções infectadas das vias aéreas superiores. Este é o principal mecanismo de infecção na pneumonia aguda. As viroses operam como causa adjuvante através de mecanismos: modificam as condições imunitárias locais, dando ensejo à população de bactérias patogênicas, e intensificam consideravelmente a produção de muco, dessa forma facilita sua aspiração.

A Pneumonia é uma condição aguda, inflamatória, causada por diferentes micro-organismos (bactérias, vírus ou fungos). Pode ser classificada como Pneumonia Adquirida na Comunidade (PAC), Pneumonia Hospitalar (PH) e Pneumonia Associada à Ventilação Mecânica (PAVM), considerando a origem da infecção e outros critérios específicos. A história clínica, os sintomas apresentados (tosse, acúmulo de secreções, dispneia, dor torácica, fadiga), a avaliação hemodinâmica, os exames laboratoriais e regiões de hipotransparência em radiografia de tórax são importantes achados que conduzem ao diagnóstico da doença

A Fisioterapia respiratória vem sendo um instrumento terapêutico que esteve presente em diferentes momentos as sociedade mundial. Foram as doenças obstrutivas as primeiras a serem referidas em trabalhos científicos com descrição de técnicas fisioterapêuticas. Os principais objetivos da fisioterapia respiratória são:

- Prevenir o acúmulo de secreções nas vias aéreas que interfere na respiração normal;
- Favorecer a eficácia da ventilação;
- Promover a limpeza e a drenagem das secreções; 
- Promover a reexpansão de um segmento pulmonar atelectasiado;
- Aperfeiçoar o mecanismo respiratório e o controle da respiração;
- Melhorar a resistência e a tolerância à fadiga;
- Melhorar a efetividade da tosse; promover suporte ventilatório adequado, bem como sua retirada, em pacientes internados nas Unidades de Terapia Intensiva

A fisioterapia trata pacientes com a doença por meio de exercícios respiratórios, manobras de higiene brônquica e aspiração traqueobrônquica, a fim de retirar as secreções que estão nos pulmões do paciente.

A fisioterapia respiratória vem sendo de grande valia na pneumonia, por usar manobras que facilitam na remoção de secreção, juntamente com o tratamento clínico. É importante o fisioterapeuta sempre reavaliar esse paciente, para sabermos a evolução do quadro, podendo ser de maneira satisfatória ou não.

Até a próxima!



Você não pode perder

Cursos de FISIOTERAPIA para mudar sua carreira:

Tecnologia do Blogger.