Prevenção de lesões no Futebol







Olá, eu sou a Dani e esse texto fala sobre Prevenção de lesões no Futebol. Antes de começar a lê-lo, siga o blog nas redes sociais: Instagram, Facebook e Twitter. Você também pode entrar nos grupos de Whatsapp ou no grupo do Telegram . Agora, vamos à leitura!




O futebol é, certamente, o esporte em que as lesões são melhor estudadas. Diversos programas de prevenção são amplamente difundidos, sendo o mais conhecido deles o FIFA 11+, desenvolvido pela entidade máxima do futebol. O programa consiste em uma série de exercícios que buscam corrigir os desequilíbrios e fraquezas musculares mais envolvidos com as lesões em jogadores de futebol.

Estudos comprovam a eficácia do programa na prevenção de lesões graves como a do Ligamento Cruzado Anterior ou as lesões musculares. A grande vantagem do FIFA 11+ é a acessibilidade, uma vez que pode ser feito pelo treinador ou até mesmo pelo próprio atleta sem a necessidade de testes ou exames específicos e sem a necessidade de profissionais especializados.

Ainda assim, ele possui algumas limitações:

  • Ainda que haja um padrão comum ao esporte, os atletas são diferentes. Não necessariamente os desequilíbrios e fraquezas abordados pelo programa estarão presentes em cada atleta individualmente;
  • A prevenção de lesões no futebol envolve, de fato, muito mais do que uma série de exercícios para a correção de eventuais fraquezas.

Sempre que possível, portanto, o programa de prevenção deve ser planejado de forma individualizada, buscando corrigir todos os fatores de risco identificados em uma avaliação também individualizada.

Muito se fala em "exercícios preventivos" com foco no futebol, mas, de fato, a prevenção deve ir muito além de um conjunto de exercícios. A compreensão dos fatores de risco para lesões no futebol é a base para qualquer problema de prevenção.

Fatores de risco para lesões no futebol

Sempre que pensamos em prevenção de lesões, é importante buscar entender os mecanismos que as causam. Quando falamos de um ambiente aberto e cheio de situações amplas, como o futebol, isso se torna bastante complexo.

As frequentes mudanças de direção, os sprints em velocidade máxima e o contato quase que contínuo com os atletas adversários fazem com que as lesões traumáticas sejam frequentes. Por outro lado, a demanda física é bastante elevada, fazendo com que as lesões por esforços repetitivos, ou overuse, também sejam comuns.



Você não pode perder

Cursos de FISIOTERAPIA para mudar sua carreira:

Tecnologia do Blogger.