A contração isométrica e o Pilates






Resultado de imagem para contraçao isometrica

A contração isométrica é um grande componente do Pilates.  Todos os exercícios de Pilates começam e terminam com contrações isométricas. Mas o que é isso?

A isometria se refere a uma ação muscular durante a qual não ocorre mudança no comprimento do músculo, ou seja, mantemos o corpo/músculo em posição fixa, por alguns segundos, em ângulo de contração muscular. O esportista pode pensar que seria impossível tonificar os músculos sem movimentos, estático. E não é nenhum milagre. É possível se exercitar parado com o auxílio da isometria.

Ela está presente em vários exercícios de Pilates, a começar pelo mais conhecido deles, o Hundred. No Pilates, os exercícios isométricos são muitos utilizados, principalmente para fortalecer músculos estabilizadores, como os abdominais, lombares, oblíquos e core.

A Hundred é um warm-up básico e de estabilização de núcleo exercício. As contrações isométricas ocorrer para construir calor, fortalecer os músculos abdominais profundos e estabilizar a cintura escapular. Deitado de costas com sua pélvis e tórax em uma posição neutra e os quadris e joelhos flexionados a 90 graus, estender os braços ao lado do corpo, com as palmas das mãos viradas para baixo. Desenho seu umbigo até a coluna e segurando levemente seus glúteos é uma contração isométrica. Rolando sua cabeça, pescoço e ombros do chão, iniciar minúsculos, torneiras descendentes controlados com as palmas das mãos assegurando que o movimento se origina a partir de seus ombros, e não seus braços ou pulsos.

O grande barato dos exercícios isométricos é que o aluno prestará atenção a sua postura para não sobrecarregar os músculos errados e também concentração constante e por isso são exercícios inseridos no Pilates visto que estão alinhados com os princípios da técnica.

Conteúdo fornecido pelo Aprendendo Pilates

Você não pode perder

Cursos de FISIOTERAPIA para mudar sua carreira:

Tecnologia do Blogger.