Header Ads


A carreira de um Fisioterapeuta








De acordo com suas necessidades, muitas pessoas têm recorrido à Fisioterapia com o objetivo de recuperação de funções motoras, realização de atividades sem dores, dentre outras finalidades. E a profissão, assim, vai ganhando destaque.

Após formados, muitos fisioterapeutas atuam como generalistas. Isso significa que, a partir de tudo o que aprenderam, eles elaboram disgnósticos fisioterapêuticos para pacientes, interpretam exames e avaliam os aspectos físico-funcionais de cada pessoa na busca de formas de tratamento, entre outras atribuições relacionadas aos mais diversos casos de recuperação de traumas como fraturas, lesões e funções motoras.

Ao longo de sua carreira, o fisioterapeuta pode atuar em diferentes áreas que visam à prevenção, à cura ou à reabilitação da capacidade física funcional dos pacientes, seja qual for a idade. Ele pode também especializar-se em diversas outras áreas ligadas à fisioterapia, como alguns exemplos que selecionamos abaixo:

Fisioterapia esportiva

Trabalhar na prevenção e tratamento de lesões de atletas de alto nível, que são constantemente submetidos a atividades físicas.

Fisioterapia do trabalho

Atuar em locais como indústrias e empresas, garantindo a saúde dos trabalhadores por meio de ações preventivas de lesões ocorridas, por exemplo, pelo esforço repetitivo de determinadas tarefas.

Fisioterapia dermatofuncional

É o fisioterapeuta especialista na área da dermatologia, recuperando pacientes de lesões como queimaduras, melhorando a parte estética e funcional das áreas afetadas.

Fisioterapia em terapia intensiva

Nesse caso, o profissional lida com pacientes em estado crítico, geralmente aqueles internados em UTIs, reabilitando-os após algum trauma ou acidente para a retomada de funções respiratórias, neurológicas, musculares e outras que evitem a complicação do estado grave dos pacientes internados.

Essas são apenas algumas das especialidades que um fisioterapeuta pode se aprofundar. Além delas existem diversas outras, como a Fisioterapia neurofuncional, oncofuncional, respiratória, traumato-ortopédica, osteopatia e quiropraxia, uroginecofuncional, fisioterapia em saúde coletiva e até mesmo acupuntura.

Após formado, esse profissional pode atuar em clínicas, hospitais e outras instituições ligadas à saúde, por meio de órgãos públicos e privados. Além disso, essa é uma carreira que estimula e instiga bastante o lado empreendedor de seus profissionais, possibilitando que muitos fisioterapeutas busquem autonomia e abram seu próprio consultório.

A área possibilita também a ida de muitos profissionais experientes para instituições de pesquisa, como universidades e centros de pesquisa, onde, além de desenvolver trabalhos científicos, poderão atuar como docentes.

Como toda profissão, a carreira de Fisioterapia também oferece diversos campos de especialização para que, após formados, os seus profissionais escolham uma área de atuação que mais se adeque às suas inclinações. Essas especializações são também ótimas formas de garantir um diferencial profissional frente a um mercado de trabalho cada vez mais competitivo e exigente.

Vale ressaltar também que essa é uma área extremamente humanista, e estar em contato com pessoas e preocupar-se não só com sua saúde física, mas também psicológica, é muito importante para consolidar-se nessa carreira e garantir o seu sucesso.

Quer ter material para estudar na Fisioterapia? Clique aqui!


Você não pode perder:

Atualizações em Reabilitação Cardiopulmonar
eBook de Fisioterapia Hospitalar Completo
Drive Virtual de Fisioterapia

Tecnologia do Blogger.